A luta das mulheres pode repolitizar as eleições

Por que as grandes manifestações programadas para sábado, em todo o país, são o fato mais surpreendente e politizador, nesta campanha eleitoral

Por Antonio Martins | Vídeo: Gabriela Leite

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "A luta das mulheres pode repolitizar as eleições"

  1. Lourival Almeida de Aguiar disse:

    Muito ponderada e informativa essa fala! A polarização é entre o golpismo neoliberal entreguista, opressor e obscurantista versos projeto popular de desenvolvimento com inclusão social. É verdade preocupante a questão da governabilidade caso vença o projeto popular devido ao congresso conservador!

  2. Fátima Rocha Perini disse:

    Sou mais imparcial nas minhas análises.
    As pessoas rejeitam tanto Haddad quanto Bolsonaro. A estratégia política do Lula, é de manipular a massa de forma que não tenhamos saída… Ele é o gênio da manipulação. Ficamos entre PT, que está se estabelecendo como uma ditadura partidária ( existem outros partidos de esquerda) e um Bolsonaro que qualquer pessoa de bom senso repudia. O Lula sabe disso e é com essa carta que ele joga. É um jogo muito perigoso, os eleitores que estão votando na direita no primeiro turno, podem sim, votar no Bolsonar no segundo turno pra tirar o PT do poder. O PT deveria pensar muito, já colocou Dilma e Temer no poder e agora estão arriscando tudo, rifando o Brasil quando aposta nesta estratégia do Bolsonaro. Se isso acontecer, se Bolsonaro ganhar, esse jogo será imperdoável.

Os comentários estão desabilitados.