São Paulo: flash-mob contra aumento dos ônibus

Hoje (18/1), às 17h, no Terminal Bandeira (Anhangabaú). Segunda grande manifestação confirmada para quinta, na Paulista

Uma manifestação-relâmpago (flash-mob) contra o aumento das tarifas de ônibus (para R$ 3) em São Paulo está sendo convocada, via Facebook e outras redes sociais, para esta tarde, num dos terminais de ônibus mais movimentados da cidade: o da Praça da Bandeira. Para detalhes, veja o final do post.

A brutalidade da repressão policial (veja nosso texto) contra o protesto anterior, em 13/1, não sufocou o movimento: um novo ato foi marcado para a próxima quinta (20/1) e há agora a mobilização instantânea. Porém, o movimento Tarifa Zero, um dos animadores das atividades, é bem mais que apenas atividades de rua. Em seu site, é possível encontrar a fundamentação para a proposta de desmercantilizar o transporte público, análises da experiência de cidades onde não se cobra pelo direito de ir-e-vir, relatos de lutas, artigos e imagens.

A seguir, as informações sobre a flash-mob de hoje:

“Flash Mobs são aglomerações instantâneas de pessoas em um local público para realizar determinada ação inusitada previamente combinada, estas se dispersando tão rapidamente quanto se reuniram” (Wikipedia)

Nos encontraremos pontualmente às 17h À PAISANA no Terminal Bandeira. Em alguns minutos soarão apitos marcando o momento do início da flash mob.

Levem cartazes, faixas, apitos e tudo mais que possa ser DISFARÇADOS antes dos apitos, além das suas vozes pra gritar: “Dança, Kassab, dança até o chão, aqui é o povo unido contra o aumento do busão!!”

O objetivo é chamar a atenção daqueles que pegam ônibus e circulam nos arredores com uma ação rápida e animada no terminal.

Pelo direito à cidade e contra a exlusão que só se faz mais forte com a tarifa mais cara! Não nos calaremos.

>>Sugira outras palavras de ordem e adereços camufláveis que podem ser utilizados nessa ação nos comentários abaixo<<

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *