Quais são os alimentos com mais resíduos de agrotóxicos

Pimentão, goiaba e cenoura estão entre os vegetais mais contaminados; uma em cada 14 laranjas tem veneno suficiente para intoxicação imediata

Este texto faz parte da nossa newsletter do dia 23 de outubro. Leia a edição inteira.
Para receber a news toda manhã em seu e-mail, de graça, clique aqui.

A Repórter Brasil e a Agência Pública fizeram um trabalho importante de dissecar o último relatório da Anvisa sobre a presença de resíduos de agrotóxicos em alimentos. O documento foi divulgado no fim do ano passado, mas só dizia, de modo genérico, que 77% das amostras analisadas entre 2017 e 2018 tiveram resultados satisfatórios, sem revelar quais eram os alimentos mais problemáticos.

Pegando os dados brutos, os repórteres concluíram que o pimentão foi o campeão do veneno (como acontece há tempos): 82% das amostras tinham agrotóxicos proibidos ou acima do limite permitido. Em seguida vieram goiaba (42%), cenoura (39%) e tomate (35%). Além destes, a Anvisa analisou outros dez alimentos: abacaxi, alface, alho, arroz, batata-doce, beterraba, chuchu, laranja, manga e uva. Os que tiveram menos amostras contaminadas foram o arroz e o alho (5%).

Embora as laranjas não tenham apresentado um alto percentual de amostras contaminadas, a quantidade de agrotóxico detectada nelas foi preocupante: de cada 14, uma tinha veneno o suficiente para causar intoxicação imediata no consumidor. O pior é que a Anvisa usa para fazer essa conta o peso médio dos consumidores, mas só a partir de dez anos de idade. Isso significa que o risco para as crianças menores não foi medido para nenhum alimento.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos