Casos de agressão por uso de vermelho se multiplicam; por que autoridades se calam?

rubrofobia

Intolerância tipicamente fascista ganha vista grossa de políticos e operadores do Direito; blog reuniu dez casos, entre prováveis centenas ou milhares pelo país

Por Alceu Luís Castilho (@alceucastilho)

1 Fortaleza. Sexta-feira. Produtor é vítima de agressão por usar boné vermelho. O boné era de um time americano de baseball. Mas pensaram que era do PT. O produtor Marcelo Street chegou a ouvir: “Você não é brasileiro?”

2) São Paulo. Quarta-feira. Warley Alves é hostilizado por estar com um boné vermelho onde estava escrito: “Zona sul“.

3) Curitiba. Quinta-feira. Manifestantes agridem rapaz e ateiam fogo em camiseta do Che. O relato é do El País Brasil:

Em Curitiba, um casal foi agredido porque vestia camisetas vermelhas, o que provocou a ira dos manifestantes anti-Dilma, que se caracterizaram por vestir roupas verde e amarela. A camiseta do rapaz, que tinha uma imagem de Che Guevara estampada, foi arrancada do seu corpo e, depois, incendiada. O rapaz tomou socos e chutes dos presentes.

4 e 5) Rio e Londrina (PR). Mais relatos do El País:

Enquanto isso, no Rio de Janeiro, seis policiais tiveram que escoltar um senhor vestindo vermelho até um táxi, após uma multidão tentar agredi-lo, lhe desejar a morte e encurralá-lo, aos gritos de “filho da puta”, informa Maria Martín. Em Londrina, no Paraná, um estudante da Universidade Estadual de Londrina também teve de ser escoltado pela polícia quando tentava passar por uma calçada de camiseta vermelha.

6) São Paulo. Quinta-feira. Casal é agredido por defender rapaz vestido de vermelho. Vídeo mostra o publicitário Vinícius Vasconcellos fugindo, após levar chutes e tapas, e o casal sendo agredido; ele com soco, ela com tapa. O casal também participava do protesto antigoverno.

FelipeLarozza-vice

Publicitário agredido na paulista. (Foto: Felipe Larozza/ Vice)

7) São Paulo. Quarta-feira. Mulher se refugia com bebê em supermercado. Conforme o relato da blogueira Matê da Luz, que estava na fila quando entrou uma mãe com um bebê de colo. “Vestia uma camiseta vermelha. O bebê chorava muito. Ela pediu abrigo ao segurança do mercado, ‘moço, estou sendo praticamente apedrejada na rua, estou com medo por causa do nenê’”. A moça atrás de Matê decidiu dar sua opinião: “Claro, né, ela é louca, petista andando pela rua com nenê de colo, tá pedindo pra apanhar”.

8) São Paulo. Quarta-feira. Uma bicicleta vermelha é utilizada como um dos argumentos para agressão a um casal que “parecia petista“. Isadora Schutte ouviu a seguinte frase: “A bicicleta é vermelha, vai pra Cuba!”

9) São Paulo. Quinta-feira. A professora Teresa andava pela ciclovia da Avenida Faria Lima. Um carro encostou ao seu lado, no sinal, e o motorista começou a gritar desaforos, apenas porque sua bicicleta era vermelha. E continuou andando emparelhado, após o sinal abrir. À noite, situação idêntica. Um carro passou raspando nela. Depois o motorista parou e começou a segui-la, “enlouquecido, xingando a bike vermelha“.

10) Brasília. Hoje. Jornalista é intimidada por usar vestidinho vermelho. Vanessa Campos estava neste sábado em um café na asa norte:

Sentadinha esperando meu expresso, vem um senhor me falar baixinho, com a chave do carro na mão, de terno bem cortado, “tá procurando o que aqui?”. Pensei que era assédio, ia me propor, sei lá, um sexo selvagem. Respondi: café. Ele riu, de um jeito que não sei como descrever, mas que me deixou gelada. “Não, você veio procurar confusão mas não se preocupe, você e seus ~compas~ vão achar logo mais”, e foi saindo. Não sei o que me deu, sou sempre muito calma, mas levantei e comecei a berrar, no meio de todo mundo: seu golpista escroto, não temos medo! 

Há outros tantos casos de agressão porque as pessoas discordaram dos manifestantes, não aderiram a palavras de ordem, ou porque “pareciam petistas”. O fascismo se alastra.

Mas as notícias são isoladas. Onde estão os defensores da liberdade de expressão?

Por que tanta gente se cala?

PS: Mais um caso relevante: De roupinha vermelha, bebê e mãe sofrem agressão: “Disse que ia me dar um tiro”

PS2: Na página do Facebook do Outras Palavras, Marcos Lemmon relata: “Quinta recente eu vi, na Avenida Paulista, a ronda motorizada apontar arma para dois adolescentes que estavam de bermuda vermelha. Depois perceberam que era uniforme escolar”.

PS3: Em Belo Horizonte, uma mulher de vermelho e turbante atravessava a rua na faixa de pedestres. Em uma caminhonete Hilux, um homem avançou em cima dela. Com o sinal fechado: “Morra, sua comunista macumbeira”. Uma jovem a puxou, e ela caiu na calçada. Depois, escreveu: “Que Exu proteja nossos caminhos, e que a Caboclada nos guie as mãos e a visão, para apontar a flecha que finca certeira”.

PS4. Quinta-feira, no Rio. Conforme a coluna de Ancelmo Gois, sábado, em O Globo: “Quinta, um dia antes das manifestações pró-Lula e Dilma, uma carioca levou esta cachorrinha vira-lata com um lencinho vermelho no pescoço, na pracinha do Bairro Peixoto, no Rio. Foi hostilizada aos gritos de petralha”.

LEIA MAIS:

Rubrofobia: fascismo brasileiro consolida sua intolerância bruta a uma cor

“Parecia petista”: na Paulista, dois casos de violência fascista

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

9 comentários para "Casos de agressão por uso de vermelho se multiplicam; por que autoridades se calam?"

  1. Esmael Leite da Silva disse:

    Análise sobre a violência, o Golpe e o Papel do STF, Auschwitis e de outros atores.
    A Rede Globo diz que os que foram aos Atos Contra o Golpe no último dia 18 não são cidadãos.
    O ator Cláudio Botelho ao tentar difamar e injuriar a Presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, chamando-os de ladrões, isto aconteceu durante a apresentação de uma peça em belo horizonte, ele foi interrompido pela plateia com os gritos de – Não Vai Ter Golpe, Não Vai Ter Golpe, Não Vai Ter Golpe; logo após ele foi gravado dizendo revoltado e em altos brados à sua noiva, “Um ator que está em cena é um rei! Não pode ser peitado. Não pode ser peitado por um negro, por um filho da puta que está na plateia. Não pode. Não pode ser peitado.”, aqui ele desqualifica todos os cidadãos negros, nesta sua fala ele quer dizer que os negros não podem ser dotados de opinião e se tiverem tem de ficar calados, e ofende e desqualifica também os filhos das cidadãs que exercem a mais antiga profissão do mundo, embora ele não as desqualifique explicitamente, notamos que em todos os casos ele tenta impor aos os outros a sua forma soberana de pensar, ele não os vê como cidadãos.
    Na FACAMP (Faculdades de Campinas) A estudante foi à escola com um vestido vermelho, ela foi cercada por um grupo de jovens que ordenou que ela trocasse de roupa e que se ela não trocasse de roupa, ela apanharia, o motivo é parte dos alunos estava usando preto como forma de protesto a nomeação do ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva a ministro da Casa Civil e ela usava uma roupa de cor que é muito utilizada na logomarca do PT, novamente vemos um caso de supressão da cidadania, se quiseram impedir que ela utilizasse uma cor em seu vestuário, imagine o que fariam se ela quisesse expressar sua opinião, inconformada com as ameaças ela se dirigiu á direção da Faculdade para relatar o ocorrido, esperando uma atitude adequada da direção para que não sofresse constrangimentos, após ouvir os reclamos da aluna, a direção da FACAMP tomou uma decisão e enviou a todos os discentes da Faculdade Campinas um e-mail com os seguintes dizeres:
    Devo nesta hora lembrar que a universidade não é lugar adequado para discussões político-partidárias.
    A transgressão desta norma civilizada de convivência acadêmica não será tolerada pela direção da FACAMP.
    PROF. Dr. João Manuel Cardoso de Mello.
    De uma tacada ele acabou com a liberdade de expressão e de opinião, direitos garantidos pela Constituição Federal, com um simples e-mail, ele excluiu os direitos de cidadania de milhares de universitários.
    A fotógrafa Monique Ranauro, de 29 anos, do Rio de Janeiro, colocou um macacãozinho vermelho da personagem Minnie na filha de cinco meses. Ao sair para fazer compras, foi abordada por um motoqueiro que, de forma descontrolada, ameaçou matar ela e o bebê a tiros, caso ela não fosse para casa trocar a criança.
    Disse ela — Achei que fosse um assalto. O homem se aproximou de nós com a moto e, sem tirar o capacete, me chamou de puta. Disse que se eu não fosse pra casa ele iria dar tiro em mim e na minha filha. Saí apressada, trêmula, ouvindo ele me chamar de desgraçada por vestir a criança de vermelho.
    Ela não estava enganada, foi um assalto ao seu direito de usar qualquer cor que desejar, foi um insano assalto a sua liberdade, foi uma ameaça a sua vida e a da sua filha.
    Estes e centenas de casos se repetiram ao longo dos últimos meses e vem se multiplicando incessantemente.

    Todo este caso tem alguns pontos comuns, a supressão do direito do outro, a supressão da cidadania, a supressão de direitos constitucionais.

    Cabe lembrar que, durante a repressão aos judeus na Alemanha Nazista os judeus perderam sua cidadania e para que fossem reconhecidos nas ruas tinha de costurar em suas roupas uma Estrela, isto facilitava o controle e os deixava expostos a todo tipo de violência, onde o ápice foi Auschwitz, aqui e agora basta usar a cor vermelha, com a diferença que não tem o apoio da maioria da população, mas o mesmo que aconteceu na Alemanha Nazista poderá se repetir agora, caso esta insanidade não pare.

    Os agentes em comum que promovem esta insanidade que poderá levar o Brasil a uma Guerra Civil e a um retrocesso político/econômico de proporções monumentais são vários aos quais tentarei dar uma ordem de importância:
    (1º) o Supremo Tribunal Federal por sua atividade legislativa de alterar a lei e a Constituição Federal a seu bel-prazer ou conforme a sua conveniência, tolerar a conduta de Ministros que atentam contra a CF 88, esta conduta tumultua e traz insegurança jurídica. O STF não pode e nem deve se apropriar do direito de legislar, eles não tem legitimidade e nem mandato popular para isso. Serão beneficiados com um poder incomensurável caso o golpe tenha sucesso, serão os Aiatolás do Brasil.
    (2º) Aécio Neves, Geraldo Alckmin, Roberto Richa, Eduardo Cunha, José Serra, Paulinho da Força, Agripino Maia, Michel Temer, PSDB, DEM, PPS, a maioria dos conspiradores são corruptos já condenados ou acusados de corrupção com dezenas de processos que estão literalmente parados na justiça, acreditam que serão beneficiários do eventual golpe, não tem nenhum compromisso com o povo ou com a soberania popular, são apoiados por multinacionais do petróleo e pelas oligarquias nacionais.
    (3º) Rede Globo, Instituto Milênio. FIESP, FIRJAN, Grupo Folha, Grupo Abril, Estadão, Maçonaria, Bancos: Bradesco, Itaú, HSBC, Santander, a maioria com histórico de apoiarem a Ditadura Militar e soluções violentas para soluções que deveriam ser discutidas politicamente, apoiam o golpe por estar em dificuldades financeiras e fiscais, envolvidos em sonegação e corrupção, e por quererem suprimir direitos trabalhistas, suprimir diretos constitucionais, apropriarem-se das riquezas nacionais tais como o Pré Sal e o Nióbio, estão a serviço do capital internacional. Serão beneficiados financeiramente e politicamente com o golpe, esperam sair impunes de seus malfeitos.
    (4º) Juiz Moro, aparentemente sua impunidade é garantida por forças ocultas que pressionam instituições a agirem contra a CF e deixa as forças reacionárias da extrema direita agirem da forma como quiserem, O Deputado Jair Bolsonaro tem forte ligação com estes grupos. È membro apoiado por todas as forças acima citadas. Moro é responsável por grande parte desta irresponsabilidade, que é esta tentativa de golpe em andamento.

    Do outro lado temos os alvos e motivos do golpe:
    (1º) A Democracia, a Soberania Nacional, a Constituição Federal de 88, as riquezas nacionais em especial o Pré Sal e a fontes de Energia Minerais.
    (2º) Os Direitos Trabalhistas, todo o artigo 5º da CF 88 e suas garantias, em especial os de expressão e manifestação, os avanços sociais, os Direitos Previdenciários.
    (3º) Dilma e Lula, PT e aliados, por representarem a força contrária aos desejos dos atores acima citados, Lula é o oponente que os assusta agora e em 2018.
    (4º) As Instituições Democráticas Organizadas Brasileiras, pois tem a capacidade de resistirem ao golpe.
    ¨(5º) O Povo Brasileiro, é alvo porque começa a ter orgulho de si, e deve ficar sob o tacão das elites. O Povo está aqui em ultimo lugar, por refletir a ótica deles sobre alvos, a chamada “Direita”, não se importa com o povo, está enganada, o povo é a peça de resistência.

  2. DIRCE BARROSO FRANCA disse:

    Assustadora essa onda de ódio e intolerância! São criminosos todos os políticos que incitaram parcela da população ao ódio. É criminosa a Rede Goebbels (ex-Rede Globo) por ter fabricado esse clima de intolerância. Criminoso um certo juiz de Curitiba que, a pretexto de punir corruptos, incendeia a fogueira inquisitória.
    Triste, muito triste e assustador!
    Vamos nos intimidar e deixar de usar vermelho?

    • Maciel disse:

      A Turba de FASCISTAS está cada vez mais enfurecida. ESTÃO POSSESSOS e cada vez mais truculentos. E não tem respaldo popular. Estão cada vez mais desmoralizados. Uma Horda de intolerantes infestou as ruas do país

  3. DIRCE BARROSO FRANCA disse:

    Assustadora essa onda de ódio e intolerância! São criminosos todos os políticos que incitaram parcela da população ao ódio. É criminosa a Rede Goebbels (ex-Rede Globo) por ter fabricado esse clima de intolerância. Criminoso um certo juiz de Curitiba que, a pretexto de punir corruptos, incendeia a fogueira inquisitória.
    Triste, muito triste e assustador!
    Vamos nos intimidar e deixar de usar vermelho?

    • Maciel disse:

      A Turba de FASCISTAS está cada vez mais enfurecida. ESTÃO POSSESSOS e cada vez mais truculentos. E não tem respaldo popular. Estão cada vez mais desmoralizados. Uma Horda de intolerantes infestou as ruas do país

  4. rud disse:

    antes tinha que tomar cuidado com a vaca ao usar vermelho, agora periga apanhar na rua

  5. rud disse:

    antes tinha que tomar cuidado com a vaca ao usar vermelho, agora periga apanhar na rua

  6. FABIO RIBEIRO disse:

    sociedade sempre criando esteriótipos, o uso de roupas vermelhas é de milênios na história da humanidade, muito antes do comunismo ser criado. eu mesmo gosto de roupa vermelha, fico pensando se vão me agredir por usar, pois não costumo usar, embora goste, é a cor do meu signo ascendente áries por isso gosto de usar.

    e ainda tem pessoas babacas que dizem que a sociedade precisa de esteriótipos pra sobreviver, mentalidade de subdesenvolvido pensar assim, ate parece que um país nórdico de primeiro mundo precisa de esteriótipos. pra mim quem defende esteriótipos da no mesmo de quem apoia o racismo, povo hipocrita burro de merda, esses direitistas em geral sao puro gado sem nenhuma indiviidualidade.

  7. FABIO RIBEIRO disse:

    sociedade sempre criando esteriótipos, o uso de roupas vermelhas é de milênios na história da humanidade, muito antes do comunismo ser criado. eu mesmo gosto de roupa vermelha, fico pensando se vão me agredir por usar, pois não costumo usar, embora goste, é a cor do meu signo ascendente áries por isso gosto de usar.

    e ainda tem pessoas babacas que dizem que a sociedade precisa de esteriótipos pra sobreviver, mentalidade de subdesenvolvido pensar assim, ate parece que um país nórdico de primeiro mundo precisa de esteriótipos. pra mim quem defende esteriótipos da no mesmo de quem apoia o racismo, povo hipocrita burro de merda, esses direitistas em geral sao puro gado sem nenhuma indiviidualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *