AllAmérica LatinaCorporaçõesDrogasEstados UnidosIntervençõesOriente MédioPacificaçãoPolítica internacionalTerrorismo

Yan Boechat esteve em Mossul, onde acontece uma intensa guerra contra integrantes do Estado Islâmico.

Curso de Extensão | Oriente Médio e Política Internacional

Organizado por integrantes do Grupo de Estudos sobre Conflitos Internacionais da PUC-SP (GECI) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os Estados Unidos (INEU), o curso abordará marcos importantes para a compreensão dos aspectos políticos, econômicos e sociais do Oriente Médio. Assuntos contemporâneos relevantes, como a Guerra da Síria, a ascensão do Estado Islâmico, a questão Palestina/Israel, a disputa entre Turquia, Arábia Saudita e Irã pela hegemonia regional e os interesses de EUA e Rússia, serão abordados por uma perspectiva histórica e contemporânea. Assim, como serão analisados movimentos constitutivos da política regional, como o sistema de mandatos, após a 1ª Guerra Mundial, os conflitos no processo de descolonização, a formação dos Estados-nacionais e a ascensão de ideologias — como o sionismo, o nacionalismo árabe e o islã político. Desta forma, se buscará aprofundar o entendimento sobre as causas e consequências dos desdobramentos políticos fundamentais da região, construindo instrumental de análise para a compreensão da geopolítica do Oriente Médio e das Relações Internacionais com ênfase no papel dos EUA.

O curso pretende dar resposta à exigência de uma formação qualificada de novas competências profissionais e intelectuais, decorrente da importância crescente do Oriente Médio para a política internacional, em geral e das políticas externas dos EUA e Brasil, em particular. Alvo de importantes acontecimentos das relações internacionais nas últimas décadas, rica em petróleo e berço de importantes civilizações, culturas e ideologias, a região ainda necessita ser estudada em profundidades. O curso buscará, a partir de reflexões sobre as dimensões histórica e contemporânea do Oriente Médio, proporcionar uma sólida e elevada preparação aos novos tipos de quadros exigidos não só pela internacionalização das estratégias empresariais como também pelas novas funções internacionais do Estado (cooperação, presença em organismos internacionais especializados, etc.) e ainda pela progressiva profissionalização das organizações não governamentais. Clique aqui e saiba mais!

blindados israel

O interesse de Bolsonaro e Boulos — e do Brasil — pela questão Israel-Palestina não é apenas simbólico

Relações nos setores militar e de segurança com Israel influenciam as políticas interna e externa brasileiras Por Bruno Huberman Na

Read More...
SPORT-PREVIEW-Xhaka-Shaqiri

Da guerra ao futebol, a conexão suíça pela independência do Kosovo

Vestindo a camisa da Suíça, Granit Xhaka e Xherdan Shaqiri, albaneses étnicos com raízes no Kosovo, utilizaram o campo

Read More...
imagem 1

Guarda Nacional e comportamentos militarizados: não há novidade na decisão de Donald Trump para a fronteira dos Estados Unidos com o México

O envio da Guarda Nacional à fronteira sul dos Estados Unidos, no começo de abril, tem ares de “novidade”

Read More...
Por que perder de goleada para a Rússia, também representa ganhos para o reino saudita?

Arábia Saudita e Rússia = 5X0, a derrota recheada de vitória!

Por que perder de goleada para a Rússia, também representa ganhos para o reino saudita? A Copa do Mundo

Read More...
haiti-1024x538

As lições do Haiti

Assim como ocorre no “laboratório” Haiti, a intervenção no RJ têm como projeto realizar aquilo que se convencionou denominar

Read More...
exercito-rio-

Laboratório Permanente e Guerras Intermináveis

O uso indiscriminado da palavra laboratório serve, entre outras coisas, para esconder as relações sociais que se estabelecem entre forças

Read More...
7-perguntas-sobre-a-intervencao-federal-no-rio-de-janeiro-noticias-brasil-nominuto-com

O bloqueio e o fluxo: raciocínios singelos sobre a intervenção no Rio de Janeiro

A intervenção federal-militar no Rio de Janeiro, que já completa quase dois meses, tem como uma das suas principais

Read More...
wagne ukr

O mercado da força em 2018: benefícios políticos, ganhos econômicos e violações de direitos

Empresas militares privadas russas e norte-americanas contratam soldados terceirizados para combater nos conflitos na Síria e no Iraque. A terceirização das

Read More...
ghouta_2

Urbicídio, outra forma de genocídio

  Em nome da “pacificação”, as cidades são devastadas. Milhares de vítimas civis reduzem-se a “danos colaterais”. Ocorre agora

Read More...
intervecao rj

Intervenção no Rio de Janeiro: como a violência urbana num mundo globalizado pode ser compreendida a partir das Relações Internacionais

Intervenções militares do poder estatal em situações de conflito urbano, como a observada na cidade do Rio de Janeiro

Read More...

Mobile Sliding Menu