Urgente: justiça britânica decide extraditar Assange

Defesa do jornalista australiano recorrerá, mas ele pode ser enviado em dez dias à Suécia — e de lá aos EUA. Veja em nossos textos como as acusações são infundadas, e por que o Wikileaks desperta tanto ódio do poder

O juiz britânico Howard Riddle atendeu na manhã de hoje a um recurso de procuradores suecos e decidiu que Julian Assange, a principal referência do site Wikileaks, será extraditado à Suécia. A defesa de Assange (na foto, ao participar da audiência judicial hoje) anunciou imediatamente que apelará a instâncias superiores e à corte europeia dos Direitos Humanos, mas surgiu o risco real de que o jornalista australiano seja deportado em dez dias, como informa o diário londrino The Guardian.

Se esta possibilidade se confirmar, estaria aberta uma possibilidade mais dramática. A Suécia, que mantém amplo acordo de extradição com Washington, poderia ser apenas um ponto intermediário para uma posterior envio de Assange aos EUA — onde o jornalista disse temer por sua vida.

Na Suécia, ele é acusado de estupro. As acusações parecem, porém, repletas de inconsistências e contradições. Outras Palavras reportou, ainda em 8 de dezembro (“Os estranhíssimos ‘estupros’ de Julian Assange“), que as próprias circunstâncias que constam no processo eram inverossímeis. As duas mulheres que teriam sido “estupradas” conviveram amistosamente com seu suposto algoz, e por vários dias, depois do “crime”. Só apresentaram queixa quando cresceu o interesse de Washington em silenciar o Wikileaks. Os sinais de farsa avolumaram-se no dia seguinte, conforme também apontamos (“Estupro de Assange: novo sinal de farsa”).

Outras Palavras acompanha o Wikileaks desde meados de 2010, quando ficou claro o caráter transformador do site criado por Assange. Veja a seguir alguns de nossos textos:

> SOBRE A “REVOLUÇÃO WIKILEAKS”

Quem tem medo do Wikileaks

Manuel Castells analisa: a novidade é que os governos já não estão seguros de que manterão seus cidadãos na ignorância

Uma revolução começou. E será digitalizada

O que ocorrer com o direito à informação definirá a democracia no próximo século. Por isso o Wikileaks é importante

Wikileaks Rebels: documentário legendado

Vídeo da TV pública sueca relata a criação e revela o modo de agir do Wikileaks, esclarecendo em especial como opera sua rede de colaboradores

> SOBRE O QUE JÁ FOI DENUNCIADO PELO SITE E O QUE AINDA PODE SER

Wikeleaks e os arquivos secretos da guerra afegã

Como ferramenta colaborativa revelou o desastre militar de Washington e está perturbando poderes econômicos e políticos, ao divulgar seus segredos

A vergonha dos EUA exposta

O que mais enfurece o Pentágono é a revelação das mentiras de que todos suspeitávamos. Por Robert Fisk

A vez dos paraísos fiscais?

Diretor de banco entrega a Assange dados de evasão de impostos que podem comprometer autoridades e multinacionais

> SOBRE OS MOVIMENTOS E PERSONALIDADES QUE DEFENDEM ASSANGE E O WIKILEAKS

Guerrilha eletrônica, estreia global

Como o Anonymous tirou da internet Mastercard e Visa – e está reunindo milhares de hack-ativistas pela liberdade de expressão

Wikileaks: Lula desafia mídia a defender liberdade de expressão

“É engraçado: prenderam o rapaz que denunciava a diplomacia americana e não vejo nenhum jornal defendê-lo”

Asilar Assange, em nome da democracia

Enquanto Washington amplia perseguições ao Wikileaks, pesquisador finlandês propõe proteger porta-voz do site, para evitar retrocesso político grave

Inglaterra vitoriana não extraditaria Assange

A extradição não seria concedida de modo algum, se o caso acontecesse quando a Grã-Bretanha orgulhava-se de ser mais liberal — e nação soberana

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Um comentario para "Urgente: justiça britânica decide extraditar Assange"

  1. paulo disse:

    na minha opiniao nao se devia sacrificar este homem porque america nao e o cumulo do mundo mais sim devia se dar valor a este homem
    meu bin ladem onde tu andas venha salvar o nosso irmao nas maos destes assassinos destemidos com a sua forca esmagadora nao deixe que os americanos levem o assanje para quantamo ou matarem nos preisamos de homens assim como assanje e tu corajosos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *