Qual é o plano?

Paulo Guedes promete estender auxílio em caso de segunda onda. Técnicos do governo, porém, confiam em tese de imunidade coletiva para crer em melhora da pandemia

Este texto faz parte da nossa newsletter do dia 13 de novembro. Leia a edição inteira.
Para receber a news toda manhã em seu e-mail, de graça, clique aqui.

Paulo Guedes deu ontem mais uma mostra de que o governo federal não sabe o que fazer em relação ao Renda Cidadã. A menos de dois meses para o fim do ano não se encontrou uma forma de financiar o programa. Só que vem aí o fim do auxílio emergencial – que garantiu a Bolsonaro apoio popular no meio da crise sanitária. Então Guedes afirmou que “se houver uma segunda onda de covid-19” vai haver uma prorrogação do benefício “com certeza”. Numa conta que não explicou, disse que nesse caso “ao invés de gastar 10% do PIB, como foi neste ano, gastamos 4% [em 2021]”. 

Esse não é, de acordo com ele, o “plano A” do governo – que envolveria uma redução nas contaminações e a “volta” da economia. A concretização deste plano parece depender de forças sobrenaturais, já que o governo não tem estratégia para evitar um recrudescimento da pandemia no país. Os técnicos apostam que não teremos uma piora na crise sanitária e, segundo o G1, para isso se baseiam na crença de que o país já está próximo da imunidade de rebanho… “Os técnicos se baseiam em uma tese fundamentada em estatísticas de infecções e em um estudo acadêmico que circulou na área econômica, no Palácio do Planalto e no Ministério da Saúde. O estudo mostra cidades brasileiras nas quais 20% ou mais da população teriam tido contato com o coronavírus e estariam supostamente imunizadas”, diz a reportagem. Já sabemos que 20% de infectados não representam segurança para o coletivo, e que falar em imunidade de rebanho sem vacina significa aceitar candidamente milhares de vidas perdidas. A concretização do ‘plano A’ de Guedes, portanto, depende do fracasso do governo em proteger as pessoas. 

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também: