Ministro da Saúde ataca máscaras obrigatórias

Para Marcelo Queiroga, não se pode “criar uma indústria de multas” no Brasil

Foto: Evaristo Sá / AFP

Esta nota faz parte da nossa newsletter do dia 19 de agosto. Leia a edição inteira. Para receber a news toda manhã em seu e-mail, de graça, clique aqui.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse ontem que a obrigatoriedade do uso de máscaras é desnecessária e gera uma… “indústria de multas” no Brasil. Pois é. Foi no canal Terça Livre, do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos – que, por sua vez, foi denunciado pelo Ministério Público Federal por ameaça ao ministro do STF Luis Roberto Barroso e é investigado no Supremo no inquérito que apura fake news. 

“O uso da máscara tem que ser um ato de conscientização. O benefício é de todos. O compromisso é de cada um. Não tem sentido essas multas, não se pode criar uma indústria de multas. Imagina, multando as pessoas porque não estão com máscara. Se está precisando fazer isso, é porque nós não estamos sendo eficientes em conscientizar a população sobre o uso desse equipamento de proteção individual”.

Quem diria que um governo anti-máscaras não conseguiria ser “eficiente” nessa conscientização?

Esta nota faz parte da nossa newsletter do dia 19 de agosto. Leia a edição inteira. Para receber a news toda manhã em seu e-mail, de graça, clique aqui.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também: