Fora do jogo e de volta a ele

A ANS suspendeu 31 planos de saúde após receber nada menos do que 14 mil reclamações. Mas é temporário

.

(Quer receber de manhã cedinho a newsletter do Outra Saúde por e-mail? Clique aqui)

FORA DO JOGO  E DE VOLTA A ELE

A partir dessa sexta, 12 operadoras de saúde suplementar estão proibidas de comercializar, para novos clientes, 31 planos de saúde. A ANS tomou a decisão depois de analisar quase 14 mil reclamações de usuários. Mas a suspensão é temporária e, se houver comprovação da melhora dos serviços, pode ser retirada.

MORTES NO CAMPO

A Comissão Pastoral da Terra lançou ontem a última edição do seu relatório de Conflitos no Campo, com dados de 2017. Eles sempre impressionam. No ano passado, quase metade dos assassinatos foi em chacinas. Ao todo, foram contabilizadas 71 mortes – e olha que o relatório excluiu o assassinato de 10 indígenas no Amazonas, porque o MP e a Funai não conseguiram confirmar a motivação das mortes. A publicação vem à tona no momento em que mais uma morte violenta é noticiada: um militante do Movimento dos Pequenos Agricultores, Katison de Souza, foi encontrado morto na região metropolitana de Belém depois de ter recebido ameaças, por conta de conflitos agrários.

REFRIS

Há três anos, uma fábrica de Coca-Cola foi instalada em BH e a água no entorno começou a sumir. Segundo a Associação Mineira de Defesa do Ambiente, não é coincidência: a empresa cavou poços que estão secando nascentes de rios importantes e lençóis freáticos. Já a empresa diz que sua unidade por lá é a “maior fábrica verde de Coca-Cola do mundo”. A matéria é da Deutsche-Welle.

E pelo menos uma notícia boa vem dos cortes feitos pelo governo para diminuir o preço do diesel, comenta O joio e o trigo: serão retirados os subsídios dados à indústria de refrigerantes.

REPAGINADA

Depois de comprar a Monsanto por mais de USS$ 60 bilhões, A Bayer decidiu que o nome da nova líder vai ser apenas Bayer, mesmo.  A Monsanto vai desaparecer enquanto marca, porque tem uma das piores imagens corporativas do mundo, diz o El País espanhol.

SEGREDOS E MENTIRAS

Uma empresa do Vale do Silício chamada Theranos levantou centenas de milhões de dólares para desenvolver uma máquina revolucionária que faria 200 exames de sangues. Mas no meio do caminho tinha um jornalista investigativo: John Carreyrou, do Wall Street Journal, começou a estudar e publicar artigos sobre o caso em 2015 e, hoje, a Theranos está prestes a falir, com sua diretora, Elizabeth Holmes, acusada de fraude. O tal método foi mesmo desenvolvido, mas era falso. O sangue dos pacientes era diluído e fornecia resultados imprecisos e, assim mesmo, as máquinas chegaram ao mercado – afinal, era preciso dar uma resposta aos investidores. A investigação de Carreyrou virou livro – Bad Blood: Secrets and Lies in a Silicon Valley Startup, e o livro vai até virar filme. Nesta entrevista, o autor conta como descobriu a fraude.

AINDA O CÂNCER

Ontem falamos aqui sobre um estudo extenso que descobriu que, em 70% dos casos de câncer de mama, tratamentos hormonais são tão eficazes quanto a quimioterapia e com menos efeitos colaterais. Pois hoje, em sua coluna na Folha, Claudia Collucci vai além, e lembra de certos tipos de câncer em que, segundo o estado atual das pesquisas, a tendência pode ser cada vez mais não tratar, e sim acompanhar a evolução dos tumores. Como alguns, de mama e próstata, em que a evolução é lenta e às vezes há regressão ou desaparecimento mesmo sem remédio. E ainda um tumor de tireoide, responsável por 20% dos diagnósticos de câncer na glândula, que há dois anos foi reclassificado como benigno, poupando por ano 46 mil pessoas de remover a tireoide inutilmente. Ela diz que a busca por curas é tão importante quanto a por pesquisas que digam quando vale ou não a pena tratar.

E uma mulher com câncer terminal nos EUA passou por uma terapia experimental, baseada em células do próprio corpo, e deu certo. Há dois anos foi dito que ela morreria em três meses, mas ela segue viva e bem. Suas células capazes de combater o tumor foram identificadas e reproduzidas em laboratório, e uma ‘droga viva’ foi feita com 90 bilhões delas. Foi um caso de sucesso isolado, entãoe há muito chão – e muitos testes – pela frente, mas os resultados animam pesquisadores, diz a BBC.

VACINA CONTRA HIV

Uma experimental foi testada em camundongos por cientistas dos EUA e os resultados foram bons: de 208 linhagens do HIV, os anticorpos da vacina neutralizaram 31%. Foram feitos também testes em porquinhos da índia e macacos e também houve sucesso (mas o Estadão e o G1 não trazem percentuais). A vacina está agora sendo aprimorada.

12 MORTES

Balões intragástricos são dispositivos que podem ser colocados no estômago de quem precisa perder muito peso. Lá dentro, eles reduzem o espaço do órgão à metade e impedem que o paciente coma muito. Mas a FDA – agência norte-americana que regula remédios e tratamentos – alertou ontem que houve cinco novas mortes por conta desses balões, e já foram ao todo 12 mortes em todo o mundo nos últimos dois anos.

GRANDES TENSÕES

Na Argentina, a hora de decidir sobre a descriminalização do aborto se aproxima, e as mobilizações – favoráveis e contrárias – se intensificam. Hoje, às 13h, parlamentares e funcionários do governo que apoiam o projeto vão compartilhar uma foto de apoio na Praça do Congresso. Uma hora mais tarde, organizações da sociedade civil vão entregar um documento contrário com 150 mil assinaturas. À primeira vista, a divulgação da tal foto pode não parecer grande coisa, mas está causando mal estar, diz o La Nación. O jornal diz ainda que os deputados do Cambiemos (coalizão do governo) que apoiam o projeto de descriminalização estão em franca minoria. Mas, no total, há por enquanto 116 deputados contra, 111 a favor e 29 indefinidos.

DISCUTINDO A RELAÇÃO

A matéria de capa da Galileu este mês é sobre a relação entre médicos e pacientes. Todo mundo tem alguma experiência ruim com esses profissionais, mas eles continuam entre os mais respeitados da sociedade. Será que o problema na falta de humanização está só na estrutura dos serviços? Qual o papel das tecnologias e da indústria farmacêutica em abalar essa relação? A reportagem está só na versão impressa, mas tem um pedacinho aqui.

DEPOIS DA FEBRE

Reabriu ontem o Parque do Matão, em Vororantim (SP). Ele havia sido fechado pela morte de 31 macacos por febre amarela.

AGENDA

O Ipea e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública lançam, hoje, o Atlas da Violência 2018.

Para não esquecer Barcarena: hoje, dia do Meio Ambiente, estreia o documentário Tinha Gosto de Perfume: Barcarena e os Crimes Ambientais Impunes. Produzido pelo grupo Brasil de Fato, ele vai ser exibido na Casa do Baixo Augusta, na capital de SP, às 19h.

Também tem programação pelo Meio Ambiente na Fiocruz: hoje e amanhã, vai haver palestras, debates e filmes.

E ainda hoje, no Canal Saúde, o programa Sala de Convidados vai falar de como a arte pode ser usada para melhorar a saúde. É às 11h.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos