SP: Belas Artes volta comemorando a cultura nas ruas

Grande vitória para o cinema de rua, reabertura do espaço é emblemática e pode inspirar nova valorização cultural na região

Por Gabriela Leite 

Um dia antes do aniversário de São Paulo, novo fato que a torna um pouco mais humana: uma festa para celebrar a reabertura do Cine Belas Artes, fechado desde março de 2011, ocupará a avenida Paulista e rua da Consolação. A comemoração está sendo organizada pelo Movimento Belas Artes, que lutou desde o momento do anúncio do fechamento do cinema, e foi essencial para esta conquista. Uma VoodooHop, famosa festa que ocupa as ruas da cidade, além de música ao vivo e projeções estão sendo marcadas para o próximo dia 24 (sexta-feira), com concentração na Praça do Ciclista e livre para todos que quiserem festejar a volta de um grande patrimônio cultural de São Paulo. É possível ver a programação aqui.

140124-MBA_CONVITE_VERSÃOFINAL

O Belas Artes existe desde 1967, mas teve que fechar as portas há quase três anos após um aumento brusco em seu aluguel. Mesmo após conseguir patrocínio que cobrisse o preço abusivo, o dono do local rejeitou a proposta, pois tinha planos de vendê-la para grande loja de departamentos. Hoje ainda em acertos finais na Secretaria Municipal de Cultura com a Caixa Econômica Federal, o contrato para a reabertura deve ser fechado e anunciado oficialmente nos próximos dias, mas já foi revelado e festejado nos sites de notícias e redes sociais. André Sturm, antigo diretor, volta a seu cargo e o local deve reabrir as portas em alguns meses. A secretaria será co-gestora e o banco, o financiador.

Com a notícia do fechamento do cinema, em 2011, seus frequentadores organizaram algumas manifestações, alertando a população para o risco que a cidade corria, em nome de interesses imobiliários. Foi neste momento em que, após uma reunião feita por estes ativistas, nasceu o Movimento Belas Artes (MBA). Seu esforço voluntário nos últimos três anos conseguiu apoio de políticos, reuniões com o secretário da Cultura Juca Ferreira e um grande apoio da população — cerca de 28 mil assinaturas em abaixo-assinado, contando com nomes importantes como o então candidato a prefeito Fernando Haddad, o diretor de teatro Zé Celso e a urbanista Raquel Rolnik.

Após a reabertura do cinema, o Movimento exige que seja criado um Conselho do Cine Belas Artes (CCBA), proposta apresentada também ao secretário Juca Ferreira. Neste Conselho, deve haver participação popular para a administração do cinema, algo ainda inédito, segundo Beto Gonçalves, jornalista e integrante do movimento. Assim, será possível assegurar que os interesses da população sejam favorecidos, dificultando um novo fechamento do cinema.

Discutindo sobre o futuro do Belas Artes, o MBA chegou à conclusão de que não é possível lutar apenas por um cinema, se seu entorno está abandonado. Por isso, pensaram um projeto inovador: um corredor de cultura que iria da Praça Roosevelt, passando pela esquina da av. Paulista com a Consolação e indo até o Centro Cultural São Paulo, na av. Vergueiro. Neste grande percurso, que seria de grande interesse cultural e turístico para a cidade, haveria incentivos para a abertura de cafés, livrarias, ateliês e teatros. O projeto leva em conta a que já existe uma efervecência cultural muito forte na região, e isso viria para complementar um local que já é ocupado e muito utilizado pelos moradores de São Paulo. A partir destas discussões, alguns passos já foram dados. Foi criado um projeto de lei em 2012, que prevê uma revitalização de toda área no entorno do cinema. Está tramitando na câmara, e os líderes do MBA estão otimistas.

O cinema foi o último a resistir na esquina, que chegou a perder também o Bar Riviera e a Livraria Belas Artes. Hoje [veja mapa], bar já foi reaberto, e há novidades: a Passagem Literária da Consolação, passagem subterrânea que abriga um sebo e exposições, e a Praça do Ciclista, local onde diversos tipos de grupos e ativistas se encontram e é ponto importante de concentração e manifestações na av. Paulista. Além deles, está sendo construído um novo prédio para o Instituto Moreira Sales, que abrigará um grande centro cultural. Tudo isso está localizado em uma área de cerca de 50 metros, ao lado da estação de metrô Paulista, e é um grande atrativo cultural que pode ser aproveitado pela população.

O retorno do cinema Belas artes é de extrema importância, e muito significativa no momento em que a cidade se encontra. A região passa por uma fase de grande especulação imobiliária, e há diversos prédios sendo construídos nas ruas do entorno. O cinema, que quase foi transformado em uma grande loja, resistiu à grande valorização da área e aos interesses do setor imobiliário. Mostra que a luta e vontade das pessoas pode ser maior do que a força da grana, apesar de estarmos acostumados com o contrário. Serve de exemplo para outros movimentos que lutam por mais espaços de lazer, cultura e encontros — como é o caso dos vizinhos de bairro do cinema, o Parque Augusta.

E como será o novo Belas Artes? Segundo o Movimento, deve voltar a ser o que foi: terá uma programação de filmes fora do circuito estritamente comercial, a volta do Noitão (exibição de filmes que se estendia pela madrugada, uma sexta-feira por mês) e do cineclube. Além disso, devem surgir novidades. Uma delas, conta Eliane Manfre, deve ser a abertura do cinema com atividades para escolas públicas no período da manhã, quando o cinema geralmente ficaria fechado. Com estas perspectivas para seu próximo ano, a cidade tem muito a comemorar.

Abaixo, a programação da festa:

Programação

19h00 – Início da festa com animação da Voodoohop e projeções

Vedas & Sansaras – rock progressivo

André Goráh – cantor de MPB

Don Guerrilheiro – rapper

Voodoohop

23h00 Maracatu Coro do Carcará (alunos da FAU/USP)

Confirme sua presença: http://on.fb.me/KpZes0

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "SP: Belas Artes volta comemorando a cultura nas ruas"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *