Um domingo contra o golpe

160728_fora temer

Começa nova jornada de luta pela democracia. Manifestações vão de domingo a 29 de agosto, data da votação do impeachment. Confira quando e onde

Da Redação

Neste domingo, 31 de julho, haverá manifestações pelo #ForaTemer em todo o país (veja datas e locais ao final). São articuladas pela Frente Povo Sem Medo, construida em torno do MTST e integrada por 27 entidades, e pela Frente Brasil Popular, em que estão mais presentes os partidos da esquerda institucional.

“O Povo Sem Medo estará nas ruas no mês de julho, em grandes mobilizações de norte a sul, para resistir ao golpe e defender as saídas populares. Buscamos dialogar com outras articulações, como a Frente Brasil Popular, para ter o máximo de unidade neste enfrentamento”, afirma uma declaração da Frente.

Neste domingo, em São Paulo, o Povo Sem Medo sai em caminhada do Largo da Batata em direção à Paulista, enquanto o Brasil Popular faz apresentações culturais na avenida Paulista – lado a lado com o Vem Pra Rua, grupo de direita que anuncia atos pró impeachment na avenida Paulista, e em 161 cidades no domingo.

“O dia 31 vai colocar nas ruas uma alternativa para sair do golpe que se estabeleceu no país. Queremos a retirada do governo interino, que não tem legitimidade, que faz parte do golpe, e queremos a possibilidade do povo decidir quem tem essa legitimidade para governar”, afirma Natália Szermeta, do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto. A expectativa dela é que em São Paulo a manifestação reúna aproximadamente 50 mil pessoas.

Ressaltando a importância da decisão popular, a Frente Povo Sem Medo propõe um plebiscito sobre a antecipação – ou não – das eleições, “defendido mais de uma vez pela própria presidenta Dilma, pode ser uma bandeira aglutinadora para somar mais forças na luta contra o golpismo”. Outras duas bandeiras fundamentais: a defesa de uma profunda Reforma Política, diante do sistema político falido e sem qualquer vínculo de representação efetiva com a maioria da sociedade. A segunda é a defesa intransigente dos direitos das trabalhadoras e trabalhadores do Brasil.

Terceirizações, reforma da Previdência, privatizações, desmonte dos serviços públicos, redução drástica dos programas sociais e entrega do pré sal às petroleiras internacionais, desmonte da Cultura e desrespeito aos direitos indígenas são algumas das políticas rechaçadas. O que se defende: reformas Tributária, com taxação de grandes fortunas, Urbana e Agrária, “dívida histórica do Estado brasileiro com seu povo”; as estatais de volta, o controle sobre o pré-sal e o conjunto dos recursos naturais de nosso país; auditoria da dívida pública, democratização das comunicações, desmilitarização da polícia e o fim do genocídio da população negra.

A jornada Fora Temer da Frente Brasil Popular terá também atividades durante a realização das Olimpíadas. Haverá no Rio de Janeiro um acampamento pela democracia e pelo #ForaTemer e uma grande manifestação contra o golpe no dia 5 de agosto, abertura dos Jogos Olímpicos, de olho na imprensa internacional que estará em massa no Rio. As atividades previstas terminam com uma mobilização nacional em Brasília, de 24 a 29 de agosto, data da votação final do impedimento da presidenta Dilma Rousseff.

Seguem locais e horários das manifestações:

São Paulo (SP) Largo da Batata às 14h

Rio de Janeiro (RJ)– Igreja Nossa Senhora da Candelária, às 15h

Fortaleza (CE)Praça Cristo Redentor, às 15h

João Pessoa (PB)Lagoa do Parque Solon de Lucena , às 14h

Curitiba (PR)Praça da Mulher Nua, às 15h

Goiânia (GO)- Estacionamento do IFG, às 9h

Recife (PE)Praça Derby, às 15h

Brasília (DF)- Feira Central de Planaltina – 9hrs

Belo Horizonte (BH)Praça 7 às 10h

Salvador (BA)– Campo Grande – 14h

Brasília (DF)– Feira Central de Planaltina – 9h

Uberlândia (MG)– Feira do Luizote – 9h

Porto Alegre (RS)– Parque da Redenção – 15 HRS

INTERNACIONAIS

Nova York (Estados Unidos)– Times Square, às 18h

Madrid (Espanha)Plaza Tirso do Molina, 13h30

Amsterdã (Holanda) – Museu Eye, 15h

Lisboa (Portugal)Praça do Rossio, às 19h

Madri (Espanha)– Rastro de Madrid

Barcelona (Espanha)La Negreta del Gòtic

Leipzig (Alemanha) Johannapark

Berlim (Alemanha)Oranienplatz

Washington DC (Estados Unidos)The White House

AGOSTO

1/08 – Vigília Inter-Religiosa no Rio contra exclusão social nas Olimpíadas.

Início de Agosto – Greve dos Petroleiros contra desmonte da Petrobrás.

5/08 – Marcha nacional contra o golpe na abertura das Olimpíadas, no centro do Rio de Janeiro.

8/08 – Circo da Democracia em Curitiba-PR com a presença da presidente Dilma Rousseff.

9/08 – Atos Fora Temer em todas as capitais e outras cidades

11 a 15/08 – Jornada de lutas da UNE (União Nacional dos Estudantes).

16/08 – Assembleia Nacional dos Trabalhadores e das Trabalhadoras realizada pelas centrais sindicais no estádio do Pacaembu, em São Paulo, contra a retirada de direitos.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Um comentario para "Um domingo contra o golpe"

  1. João Luiz Pereira Tavares disse:

    =====================================================
    Letícia Sabatella nesse último dia de julho de 2016, na manifestação aqui em Curitiba — domingo.
    =====================================================
    Letícia SABATELLA está correta, gente! Pensem! Dilma é a Mãe da Pátria. Nossa mãe inequívoca!
    Os Petistas e os chatóides dos “politicamente corretos”, como alguns artistas e escritores, veja aqui:
    Existem muitas pessoas no Brasil contemporâneo, que em relação ao PT, são como carrinhos de mão, trailers (aqueles em que se reboca na traseira do carro) ou canoas; que necessitam ser empurrados, puxados ou levados (no caso específico, na lábia picareta dos Petistas históricos). Letícia Sabatella é uma delas.
    Ao fazermos críticas ao PT (que nem é de esquerda, nada), reagem imediatamente, quase que com uma espécie de alergia ou de REFLEXO CONDICIONADO de animal e logo, Petistas, vão pensando que somos de algum PARTIDO POLÍTICO QUE ELES, o PT, ODEIA… Puro clichê petista! Não tem nada a ver. É bitolação própria de Petistas! Característica enraizada na mentalidade bitolante… Anos a fio… Eis o motivo para rechaçar o PT, esse partido populista: “A melhor maneira de descobrir o que queremos de verdade é nos livrando daquilo que não queremos.” Sejamos livres de PT e de seus braços direitos DISSIMULADOS (PCdoB; PSol etc.). Portanto, gente!, Letícia Sabatella não está equivocada, não, ela não segue clichês políticos e nem frases-prontas, certo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *