Assim se fabrica o "clamor popular"

Tenente da PM paulista reconhece, às 6h30 de hoje: recebeu ordens para trancar a Avenida Paulista, onde não há mais que trinta manifestantes. Em breve, haverá caos no trânsito

Por Antonio Martins

Às 6h30 desta quinta-feira (17/3), quando começa o horário de pico no trânsito em São Paulo, a Polícia Militar estava ativamente empenhada em criar, numa das principais avenidas da cidade, situação de caos.

Diante do prédio da Federação das Indústrias (Fiesp) havia, ao máximo, trinta manifestantes que lá passaram a noite (as fotos abaixo comprovam os números). No entanto, três viaturas da PM mantinham o trânsito bloqueado, desviavam o fluxo de veículos para as ruas laterais e criavam um enorme engarrafamento. A entrevista que fiz com o Tenente que comandava a operação, do 1º Batalhao de Trânsito, é clara. Ele, que respondeu às perguntas com cortesia, afirma que há “cinquenta manifestantes” e que, mesmo assim, recebeu ordens para bloquear as duas pistas da avenida. Trata-se da mesma PM a quem se ordena, tantas vezes, a reprimir brutalmente manifestações maciças e pacíficas, nesta mesma avenida.

Exceto pelo tráfego, não havia sinal de tensão no ar. As pessoas caminhavam normalmente pela avenida. Porém, a “paralisação” será certamente martelada repetidamente na TV a partir desta manhã, para sugerir que a posse de Lula provoca “clamor popular”. E às imagens, vai se somar a enésima-milésima narração dramática do telefonema entre Lula e Dilma para “provar” que a nomeação do ex-presidente não passou de estratagema para obstruir a justiça.

IMG_20160317_062025281_HDR

Em frente à FIESP, no horário de início do pico, PM bloqueia Avenida Paulista

 

O desvio do trânsito, duas quadra antes, feito com auxílio da SP-Trans. Receita para congestionamento-monstro

O desvio do trânsito, duas quadra antes, feito com auxílio da SP-Trans. Receita para congestionamento-monstro

FIESP: não mais que trinta pessoas, em minha conta. Para o tenente, "umas cinquenta"

FIESP: não mais que trinta pessoas, em minha conta. Para o tenente, “umas cinquenta”

Nesta imagem, mais sinais do pequeno número de pessoas diante da FIESP

Nesta imagem, mais sinais do pequeno número de pessoas diante da FIESP

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

9 comentários para "Assim se fabrica o "clamor popular""

  1. VOLNYLSON ALMEIDA DE CASTRO disse:

    O PATINHO SKAFFEIO

  2. excelente trabalho.. parabéns pela matéria..

  3. Marcos disse:

    Haja pão com mortadela!!! Voce merecem…..

    • Albano Fonsca disse:

      .. esses ‘raparigos’ têm preconceitos estúpidos e ignorância crassa, pretendem sugerir que gostar de ou comer mortadela é depreciativo e nem lembram que a maioria dos ‘carcamanos’ que se creem muito, que se creem ‘elite’ é oriunda, adora a mortadelada (300 g?!)do mercadão, tendo até mesmo entre os seus “astros ” o zé bolinha,cuja família ‘emergiu’ do comércio das ‘bolognesi’…

  4. Ricardo Assola Fernandes disse:

    “Tenente da PM paulista reconhece, às 6h30 de hoje: recebeu ordens para trancar a Avenida Paulista, onde não há mais que trinta manifestantes. Em breve, haverá caos no trânsito”
    “…a Polícia Militar estava ativamente empenhada em criar, numa das principais avenidas da cidade, situação de caos.”
    Nem perderei tempo lendo o resto…
    Primeiramente, o 1° Tenente em tela não reconheceu que recebeu ordens para trancar a Av. Paulista. Ele lhe informou que estava ali fazendo o desvio do trânsito e preservando a segurança dos manifestantes (e faria o mesmo independentemente de qual fosse a manifestação).
    A Polícia Militar não está empenhada em criar situação de caos… Isso quem faz, são jornalistas como vocês, que precisam distorcer uma entrevista para alienar a massa que não pensa.

    • Elder disse:

      Deprimente, esse jornalismo é realmente triste. O erro está logo na chamada para o vídeo. O oficial fez questão de endossar, mais de uma vez, que não seguia ordens para fechar a Paulista, mas desviar o trânsito.
      É foda ser de esquerda e ter que lidar com desonestidade por todos os lados.

    • Gutemberg Pedrosa disse:

      Veja aos 00:49. Ele diz “com a ordem que chegou pra a gente aí pra fazer o desvio do trânsito”.

    • esteves disse:

      Obrigado amigo. Aqui quem fala eh o tenente em tela.

    • Henrique A. disse:

      Desculpa, mas 1,5 mil estudantes das escolas ocupadas ocuparam a paulista, e em menos de 2h foram expulsos pela PM, com muita violência.
      Agora, 30 pessoas fechando a Paulista? Realmente, só se for com a ajuda da PM, porque sozinha é impossível.
      Não podemos nos esquecer que o comando da PM é do Governador do Estado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *