Como a Grã-Bretanha trata os miseráveis

Sem-teto: multa de até 1100 libras e prisão, por “pedir” ou “vagabundear”

Sem-teto são multados, processados e encarcerados devido apenas… a sua condição de excluídos

Operações cruéis de ataque a pedintes e moradores de rua — como o ex-prefeito de S.Paulo, João Dória, orgulhava-se de fazer — seriam uma aberração brasileira? Ou estão se tornando norma, no capitalismo contemporâneo? Uma reportagem na edição de hoje do Guardian ajuda a responder. O jornal londrino revela que um número crescente de sem-teto britânicos estão sendo multados, processados ou encarcerados devido apenas a… sua própria condição de excluídos.

Tudo começou em 2014, quando a atual primeira-ministra (então secratária do Interior), Thereza May concedeu, a autoridades locais, poderes para endurecer o combate a “atitudes anti-sociais”. Com base nas leis de acesso a informações públicas, o Guardian apurou que centenas de pessoas em condição vulnerável têm sido importunadas, a cada ano, por “pedir”, “pedir agressivamente” ou “vagabundear”. As multas chegam a 1.100 libras (cerca de R$ 5 mil), obviamente impagáveis. Há casos grotescos, como o de um juiz que escreveu: “estou mandando um homem para a prisão por ter pedido comida, quando estava faminto”. Ou de um morador de rua condenado a uma multa de 105 libras depois que uma criança depositou uma moeda de 2 libras em seu sleeping bag.

td p { margin-bottom: 0cm; }p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }a:link { }

+ Em meio à crise civilizatória e à ameaça da extrema-direita, OUTRAS PALAVRAS sustenta que o pós-capitalismo é possível. Queremos sugerir alternativas ainda mais intensamente. Para isso, precisamos de recursos: a partir de 15 reais por mês você pode fazer parte de nossa rede. Veja como participar >>>

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "Como a Grã-Bretanha trata os miseráveis"

  1. Marcelo Pereira disse:

    A matéria esta muito incompleta. Faltam muitas informações. Tais como as medidas que o Governo adota pra remediar esta questão apontada pela repressão com sanções. Há assistência social pros moradores em situação de rua pra que não tenham que pedir esmola?

  2. José Roberto Lopez disse:

    Para um país que tem uma das melhores assistências médicas do mundo para sua população, fica difícil acreditar . Se não fosse publicada aqui, tal notícia parece fake.

Os comentários estão desabilitados.