“Não temos medo”, grita Barcelona

A Praça Catalunha estava lotada, ainda que para muitos tenha sido difícil cehgar, já que furgões policiais bloqueavam o acesso em muitas das vias de entrada. Apesar disso, milhares chegaram até as proximidades e caminharam a pé, para se somar a um ato emocionante, em que os aplausos sucederam ao silêncio. Um silêncio arrebatador em alguns momentos quando, por cima das milhares de pessoas, escutaram-se as asas de pombas que sobrevoavam a praça

Com lágrimas nos olhos e visivelmente emocionadas, algumas pessoas ergueram rosas vermelhas. Ondas de aplausos percorreram a praça, começando em um de seus extremos e ocupando todo o espaço até além do perímetro do local. As ruas do entorno estavam fechadas ao tráfego.

Una noia amb una pancarta a l'acte de solidaritat amb les víctimes a plaça Catalunya. FOTO: Elena Parreño

 No momento em que terminava o ato, que durou menos de 15 minutos, uma multidão entoou: “No tinc por” — não tenho medo. Na praça, cheia de estrangeiros, muitos se perguntavam sobre o significado da frase e terminaram entoando-a em uníssono. Unidade e comunhão em uma praça onde houve um momento de tensão, quando um homem gritou contra uma bandeira. Mas rapidamente a multidão o ignorou. “Não há bandeiras”, gritou-lhe um menino.

A equipe do governo municipal, liderada pela prefeita Ada ariano Colau, deslocou-se a pé desde a prefeitura (veja vídeo). O presidente da região, Carles Puigdemont e a presidente do parlamento, Carme Forcadeli, participaram do ato de apoio, junto ao rei Felipe VI e o chefe de governo, Mariano Rajoy, vestidos de luto numa praça abarrotada e emocionada.

TEXTO-FIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *