Contra injustiças, uma possível Universidade aberta

Na contramão do bolsonarismo, a academia brasileira começa a mudar de cores, origens, corpos. Como isso pode ser reparação histórica à escravidão? O que isso pode representar para o futuro dos serviços públicos? O exemplo da Unifesp

Produção: Peripécia Filmes

Veja mais vídeos da série Universidade Pública, Conhecimento Público:

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também: