Dilma ataca FHC e encerra trégua com o PSDB

Depois de bancar reaproximação com o ex-presidente, e adverśario, a presidenta Dilma Rousseff responde com dureza artigo de FHC contra o governo Lula.

Em Carta Capital

Depois de bancar discreta reaproximação com adversário, presidenta responde com dureza artigo de tucano  contra governo Lula
Da Carta Capital
A presidenta Dilma Rousseff (PT) divulgou uma nota oficial nesta segunda-feira 3 para rebater o artigo que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) publicou nos jornais O Globo e O Estado de S.Paulo no último domingo (2). Na nota, Dilma faz uma defesa firma do legado deixado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que consiste numa “herança bendita” segundo Dilma.

Em seu artigo, FHC afirma que Lula deixou a Dilma uma “herança pesada” constituída por dois eixos. O primeiro é “moral” e envolve, segundo FHC, o chamado “mensalão” e as demissões de ministros, muitos indicados por Lula, feitas por Dilma após casos de corrupção no início de seu governo. O segundo eixo, diz FHC, é o econômico. O tucano critica Lula por não ter feito reformas num momento de bons ventos econômicos, como a da Previdência, pelos atrasos na transposição do São Francisco, da Transnordestina e também pelos altos investimentos feitos na construção de estaleiros para a Petrobrás, que segundo a FHC não “fazem jus” à celebração feita pelo governo.

Em sua resposta, Dilma diz ter recebido um país com “economia sólida, crescimento robusto, inflação sob controle” e ataca FHC por este ter realizado uma mudança constitucional em 1997 para se perpetuar no poder, projeto que acabou consolidado nas eleições de 1998. Segundo Dilma, Lula é “um democrata que não caiu na tentação de uma mudança constitucional que o beneficiasse”, “um exemplo de estadista”. Dilma encerra a resposta dizendo que “não reconhecer os avanços que o país obteve nos últimos dez anos é uma tentativa menor de reescrever a história.”

Confira a íntegra da nota:

Citada de modo incorreto pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em artigo publicado neste domingo, nos jornais O Globo e O Estado de S. Paulo, creio ser necessário recolocar os fatos em seus devidos lugares.

Recebi do ex-presidente Lula uma herança bendita. Não recebi um país sob intervenção do FMI ou sob a ameaça de apagão.

Recebi uma economia sólida, com crescimento robusto, inflação sob controle, investimentos consistentes em infraestrutura e reservas cambiais recordes.

Recebi um país mais justo e menos desigual, com 40 milhões de pessoas ascendendo à classe média, pleno emprego e oportunidade de acesso à universidade a centenas de milhares de estudantes.

Recebi um Brasil mais respeitado lá fora graças às posições firmes do ex-presidente Lula no cenário internacional. Um democrata que não caiu na tentação de uma mudança constitucional que o beneficiasse. O ex-presidente Lula é um exemplo de estadista.

Não reconhecer os avanços que o país obteve nos últimos dez anos é uma tentativa menor de reescrever a história. O passado deve nos servir de contraponto, de lição, de visão crítica, não de ressentimento. Aprendi com os erros e, principalmente, com os acertos de todas as administrações que me antecederam. Mas governo com os olhos no futuro.

Dilma Rousseff

Presidenta da República Federativa do Brasil

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

5 comentários para "Dilma ataca FHC e encerra trégua com o PSDB"

  1. CezarLB disse:

    Que saudade do FHC, este sim um GRANDE PRESIDENTE.
    Bem diferente dos PicareTas que vemos há 10 anos desgovernar o país.
    Fora PTzada!!!

    • Arlindo Rodrigues disse:

      A piada foi bacana, mas a questão é séria.
      O grande problema do PT é estar parecido com o PSDB e seus comparsas. Faz-nos esquecer quantos ministros FHCzista foram demitidos por questões éticas, 59 CPIs do imperador paulista, e a montagem do valerioduto nas privatarias tucanas.
      Temos que viabilizar a terceira via para avançamos no nossa construção democrática.

  2. A MODERNA HISTORIA DO NBRASIL ESTA PARA FHC.COMO GETULIO VARGAS , OUTRO GRANDE ESTADISTA, ESTA PARA O BRASIL.

  3. celso mendonça disse:

    FHC PROMOVEU OS ATOS DE MAIOR DELINQUENCIA JÁ HAVIDOS NO BRASIL:
    1) DOOU A VALE DO RIO DOCE POR US$ 3 BILHÕES QUANDO SEU PREÇO NO MERCADO INTERNACIONAL JÁ ERA DE US$ 12 BILHÕES! ALÉM DE RESERVAS MINERAIS CUJO VALOR, À ÉPOCA, ESTAVA NA CASA DOS US$ 100 BILHÕES.
    2) PARA SE REELEGER COMPROU VOTOS DESCARADAMENTE DE CONGRESSISTAS E MODIFICOU A CONSTITUIÇAO QUE NÃO CONTEMPLAVA A REELEIÇÃO.
    3) ESTAVA FATIANDO A PETROBRAS PARA ENTREGÁ-LA ÀS MULTINACIONAIS, O QUE NÃO OCORREU PORQUE NÃO TEVE TEMPO E ENCONTROU RESISTÊNCIAS.
    O “PRÍNCIPE DOS SOCIÓLOGOS” FOI O “REI DAS FALCATRUAS”; PENA QUE NÃO TIVESSE SIDO DENUNCIADO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *