Dezesseis crianças e seus quartos, num mundo desigual

Reportagem fotográfica revela, a partir da intimidade do dormitório, imensa diversidade de culturas. E destaca grande desequilíbio no acesso a condições de vida dignas

No Tendencee

arte_26_image_9

Reportagem fotográfica revela, a partir da intimidade do espaço de dormir, imensa diversidade de culturas. Mas também destaca grande desequilíbio no acesso a condições de vida dignas

No Tendencee

Algumas crianças crescem em situação de pobreza, falta de alimentos e de saneamento, enquanto outras nascem em lugares onde as necessidades básicas são garantidas.

O fotógrafo James Mollison surgiu com este projeto quando parou para pensar em seu próprio quarto de infância e em como este refletiu o que ele se tornou.

Where Children Sleep – uma coleção de histórias sobre crianças de todo o mundo contadas através de retratos de seus quartos – teve origem nas ideias de Mollison.

 

Alex, 9, Rio de Janeiro, Brasil

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Bilal, 6, Wadi Abu Hindi, Cisjordânia

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Indira, 7, Kathmandu, Nepal

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Ahkohxet, 8, Amazonia, Brasil

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Dong, 9, Yunnan, China

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Juan David, 10, Medellin, Colômbia

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Ryuta, 10, Tokyo, Japão

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Joey, 11, Kentucky, Estados Unidos

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Anônimo, 9, Costa do Marfim

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Bikram, 9, Melamchi, Nepal

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Tzvika, 9, Beitar Illit, Cisjordânia

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Douha, 10, Hebron, Cisjordânia

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Lamine, 12, Bounkiling village, Senegal

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Rhiannon, 14, Darvel, Escócia

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Risa, 15, Kyoto, Japão

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Netu, 11, Kathmandu, Nepal

16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...16 crianças ao redor do mundo e seus quartos. Isso abriu meus olhos de verdade...

Estou chocado com o quão diferente as crianças começam suas vidas neste mundo. Todas elas merecem uma chance, mas algumas nunca vão ter uma devido aos ambientes hostis em que estão crescendo. Aqueles de nós que tiveram a sorte na juventude poderiam ajudar a todos a ter as mesmas oportunidades nesta vida.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

5 comentários para "Dezesseis crianças e seus quartos, num mundo desigual"

  1. Dois aspectos ou modos de ver e sentir ou pontos de vista. É ótimo ver a diversidade, não é bom a homogeneidade, mas, é claro, todos iguais em dignidade e em oportunidades… Abraços.

  2. A princípio a coisa que mais chama a atenção é a reprodução dos estereótipos: em certos países há muitos miseráveis; em outros, muitos vivendo em luxo. Seria bom também uma produção destas procurando mostrar que mesmo em meio às penúrias a desigualdade é ainda pior: há muitos sob o luxo; que em meio ao luxo há muita miséria na vizinhança.
    De imagens como estas, para reforçar as representações estereotipadas, os livros escolares já estão cheios. Isto somente contribui ao reforço da baixa autoestima dos que já sofrem!

  3. Andréia disse:

    No quarto do senegalês há livros!!!! 🙂

  4. Carlos Uehara disse:

    Excelente exposição de fotos, caracterizada principalmente pela espontaneidade nos momentos em que foram captadas as imagens. É de grande contribuição para refletirmos sobre as condições socioculturais em que vivem as crianças em diversas partes do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *