Vídeo-guerrilha em três cidades brasileiras

No escurecer desta quinta-feira, ocupação artística grandiosa porém efêmera questiona uso do espaço urbano e integração entre arte e metrópole

Por Gabriela Leite

É sobre as paredes dos prédios, com o escurecer do dia, em uma das ruas mais movimentadas e boêmias de São Paulo que começará, amanhã, a exposição Vídeo Guerrilha. Vídeos e imagens de artistas brasileiros e internacionais serão projetados, tomando as construções antigas e em degradação da rua. Já é o terceiro ano em que a intervenção urbana é realizada no centro de São Paulo, e dessa vez as cidades do Rio de Janeiro e Brasília também estão incluídas. E os locais não são escolhidos à toa: no site do evento, descreve-se o seguinte objetivo: “Fixar a Rua Augusta e a Lapa como pólos de arte e cultura urbana do Brasil, ajudando a melhorar a sua imagem”.

A exposição abriu as inscrições para artistas no começo do semestre. Aceitava produções artísticas como animações, motion design, vídeo-arte, gravuras, desenhos, fotos etc. Serão 30 artistas nacionais e internacionais, e a lista está disponível neste link. Grandiosa e efêmera, a intervenção trás questionamentos importantes, como o do uso do espaço urbano e sua ocupação, assim como a integração entre arte e cidade.

Em São Paulo, a Vídeo Guerrilha acontece entre os dias 22 e 24, à partir das 20 horas, entre as ruas Marquês de Paranaguá e Matias Aires (mapa abaixo). Sincronia: um dos prédios-telas está em frente à redação de Outras Palavras. Mais informações em no  site do projeto.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

6 comentários para "Vídeo-guerrilha em três cidades brasileiras"

  1. O vídeo guerrilha ainda que apenas

  2. O vídeo guerrilha sonda que servido apenas como tira-gosto

  3. Jorge Costa disse:

    GUERRILHA VISUAL NA CIDADE

  4. Amparo Araujo disse:

    Que ideia ótima, venham para Recife.

  5. Ótima ideia! Só a arte tem poder pra abalar as muralhas que construímos em nossos corações urbanizados.

  6. Só uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE (verdadeira prática da Justiça Social) fará o BRASIL GRANDE NÃO SÉ EM TAMANHO. CONTINUEMOS TENTANDO SEM PARAR.MAS, FAÇAM A SUA PARTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *