Re-comunicação Recife

Objetivo do encontro, que acontece nesta quarta-feira (28) com a participação do cineasta Silvio Tendler, é (re)organizar a rede de comunicação popular do Recife para garantir voz aos excluídos e fortalecer movimentos sociais

Por SOS Corpo

Lutas por moradia de qualidade, ocupações de latifúndios improdutivos, greves em vários setores e manifestações de minorias historicamente excluídas. O Estado, por meio de diferentes métodos, incluindo o uso da violência, tem controlado, reprimido e perseguido manifestantes e lutadores e lutadoras populares, enquanto os grandes meios de comunicação distorcem as informações, quando não as silenciam.

Diante desse contexto, a necessidade de uma rede de comunicação autônoma e popular nas cidades se faz urgente. A ideia de (re)organizar esta rede na cidade do Recife, em Pernambuco, é o que motiva a realização do debate “Re-Comunicação Recife”, que será realizado nesta quarta-feira, dia 28 de novembro, a partir das 18h, na sede do SOS CORPO – Instituto Feminista para Democracia (Rua Real da Torre, Madalena, Recife/PE).

O encontro, aberto a estudantes, militantes de movimentos sociais, jornalistas, comunicadores e pessoas interessadas no tema, pretende proporcionar espaço para diálogo sobre as possibilidades e desafios de se construir uma mídia local independente que busque a resistência ao capitalismo, a difusão das lutas das organizações populares e a liberdade de expressão por uma democracia real. Para conversar sobre o tema, o convidado especial é o cineasta Silvio Tendler e o cineasta Vladimir Seixas, além da participação de representantes do SOS CORPO, Revocultura, Laboratório de Mídias Autônomas, Canal Limpeza, Rádio Mulher, Coletivo Megafonne, Blogueiras Feministas, Coco Verde e Melancia.

A contra-informação surge como mecanismo de emancipação social que rompe com o monopólio da informação das grandes corporações de comunicação que favorecem as elites. Com mais capacidade de gerar e de distribuir contra-informação, são ampliadas as condições de mobilizar e de propor outra forma de pensar – coletivamente – sobre os problemas que atingem a sociedade. Assim, a (re)organização da rede de comunicação popular e autônoma do Recife é uma luta pela vida e uma garantia da diversidade de vozes de excluídas/os. É também fundamental para fortalecer os movimentos sociais.

SERVIÇO

Debate: RE-Comunicação Recife

Data: Quarta-feira, dia 28 de novembro

Hora: 18h30

Local: SOS CORPO (Rua Real da Torre, 593, Madalena, Recife/PE)

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *