Uma participação com desafios claros

Ensaio com grupo de colaboradores durará três meses e testará caminho para expansão das novas mídias. Dez integrantes receberão ajuda de custo

A experiência que será lançada este fim de semana não é o único caminho para colaborar com Outras Palavras. Nossa revista virtual, por exemplo, já reúne uma rede importante de colunistas – e continuará ampliando o elenco (para sugerir novos integrantes, escreva para [email protected]). Queremos iniciar, agora, algo complementar. Vamos testar uma hipótese construída a partir de 2010 – quando funcionou, com caráter teórico, a primeira turma de nossa Escola Livre de Comunicação Compartilhada.

Pensamos que é possível construir, como alternativa à crise dos velhos jornais, redes orgânicas de colaboradores. Ao contrário do que ocorre nas redações de jornal tradicionais, seus integrantes não estão ligados por relações de assalariamento e subordinação hierárquica. Mas envolvem-se em um esforço coletivo de informação, o que requer cumprir certos compromissos. Serão tratados em detalhes durante o seminário – e também por fone ou internet, para quem não puder comparecer. Estão apresentados sucintamente a seguir.

a) Registro no site, com possibilidade de receber ajuda de custo: Os participantes da experiência terão login e senha do blog coletivo. Para isso devem solicitar registro – formulando, via internet (aqui), uma proposta simples de colaboração. Ela não é remunerada: a contrapartida principal é a possibilidade de prática e debate da produção jornalística. Mas o Ponto de Cultura dispõe de recursos para oferecer, a dez pessoas, uma ajuda de custo simbólica (R$ 300 mensais), durantes três meses (outubro a dezembro). A seleção das propostas será feita pela redação de Outras Palavras.

b) Escolha de um tema específico: o blog de Outras Palavras (assim como a revista virtual) estimulará cada vez mais as colaborações eventuais e os comentários dos leitores, sobre qualquer assunto. Mas os participantes da nova experiência deverão assumir a responsabilidade de seguir um tema; e produzir informação sobre ele.

A proposta tem dois objetivos. Primeiro, valorizar os saberes, interesses e inclinações dos próprios colaboradores. Segundo, buscar profundidade. Pensamos que um novo jornalismo não deve se limitar à crítica da velha mídia: precisa superá-la. Isso exige oferecer ao leitor informações concretas – não apenas opiniões genéricas sobre os assuntos.

A proposição de temas, que pode ser feita no formulário para colaboradores, é livre. Recomenda-se, contudo, que sejam suficientemente específicos para permitir acompanhamento constante. América do Sul, por exemplo, é algo muito vasto: exigiria ler dezenas de jornais, em diversos idiomas, para manter atualidade. Acompanhar a Iirsa – Iniciativa de Integração Regional da América do Sul – é uma alternativa mais viável. Permite a um único colaborador manter-se e conservar os leitores informados. Da mesma forma, Ciência é vasto demais; Nanotecnologia: possibilidades e riscos pode ser adequado.

Em sua parte prática, no domingo, o seminário permitirá compartilhar, com os participantes, as ferramentas (RSS, listas de discussão, boletins de atualização de sites, Google News etc) utilizadas por Outras Palavras para acompanhamento, via internet, de assuntos específicos.

c) Produção regular de informações: Por sua natureza, o blog coletivo requer, mais do que textos longos, atualização constante. Muitas vezes, é possível, num único parágrafo, relatar algo importante – um fato novo, uma opinião destacada sobre um assunto em pauta, uma agenda futura que merece ser compartilhada. Este relato pode instigar os leitores a contribuir, oferecendo informações que permitirão mais tarde, ao autor da provocação inicial, ampliar e aprimorar seu texto. Os colaboradores que se candidatarem à ajuda de custo deverão especificar, ao preencher o formulário, a periodicidade que pretendem manter. Ela pode variar de acordo com o tema, mas nossa expectativa é de dois posts por semana.

Não há, nas postagens para blog, limite de espaço. Determinados fatos exigem relatos mais longos, e, nestes casos, nosso projeto editorial os estimula.

Os textos postados pelos colaboradores poderão ser editados – texto, título, subtítulo, imagens – pela redação. Mas a edição não será obrigatória, nem possível em todos os casos. Textos especialmente relevantes, publicados no blog coletivo, poderão ser publicados também na revista virtual.

d) Reuniões semanais de pauta e avaliação: O projeto de longo prazo de Outras Palavras inclui a formação. A transição das redações tradicionais para as redes de jornalismo cidadão qualificado exigirá, provavelmente, profissionais capazes de manejar conceitos, práticas e ferramentas tecnológicas novas. Por meio da Escola Livre de Comunicação Compartilhada queremos participar desta mudança.

A constituição de um rede orgânica de colaboradores é um passo modesto neste rumo. Ainda assim, queremos que ela envolva refletir, além de produzir. Por isso, vamos promover, todas as quintas-feiras (das 19h30 às 22h30) reuniões de avaliação e de pauta. Serão objetivas, porém não-superficiais. Nelas debateremos alguns dos textos produzidos no período anterior, programaremos acompanhamento de novos assuntos, trocaremos ideias sobre o tratamento editorial dado pelo blog Outras Palavras a assuntos relevantes.

MAIS:

> Post anterior:

Outras Palavras busca novos colaboradores

> Para continuar, sobre o mesmo tema:

Algumas hipóteses sobre o futuro do jornalismo

A comunicação que queremos fazer juntos

> O formulário para inscrição de colaboradores está aqui

> Seminário “Jornalismo de Profundidade na Era da Comunicação Compartilhada”

Sábado (1º/10) e Domingo (2/10), das 9h30 às 15h30

Em nossa redação: Rua Augusta, 1239 – sala 11 – São Paulo

Fone: (11) 3449.3747 Veja mapa.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "Uma participação com desafios claros"

  1. Cláudio Barbosa disse:

    O Seminário será o line também também?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *