Todo mundo ao mesmo tempo agora!

Uma convocação global neste 15 de outubro pretende inundar de gente as ruas e praças de centenas de cidades em todo o mundo não para fazer o verão, mas para iniciar uma nova primavera

No próximo dia 15 de outubro, sábado, uma chamada geral difundida pela internet pretende mobilizar “gente de todo o mundo” a ocupar ruas e praças em pelo menos 870 cidades em 78 países espalhados pelos cinco continentes. Elas pedirão mudança global — ou #GlobalChange, em inglês, insígnia digital que está coordenando internacionalmente a indignação coletiva contra os vícios do sistema. As palavras de ordem que estão conclamando os cidadãos do mundo à rebeldia foram coletadas nas dezenas de manifestações que, desde o começo do ano, têm balançado sociedades inteiras, desde Túnis até Nova York. A ideia, agora, é unificar toda essa carga de descontentamento e alçar a voz dos indignados em alto e bom som através dos oceanos.

“É chegada a hora de nos unirmos. É chegada a hora de nos ouvirem” ,diz o sintético manifesto publicado em 18 línguas na página 15october.net. “Os poderes estabelecidos atuam em beneficio de poucos, ignorando a vontade da grande maioria, sem que se importem com o custo humano ou ecológico que tenhamos que pagar. Esta intolerável situação deve terminar. Unidos em uma só voz, faremos saber aos políticos — e às elites financeiras a quem eles servem — que agora somos nós, as pessoas, quem decidiremos nosso futuro. Não somos mercadorias nas mãos depolíticos e banqueiros que não nos representam.”

No Brasil, coletivos espalhados por todas as regiões do país prometem ações em pelo menos 40 cidades, de Manaus, no Amazonas, a Pelotas no Rio Grande do Sul. A lista completa das ocupações programadasestão na página do movimento Democracia Real Brasil, que também possui muita informação sobre os objetivos do protesto global e sobre como tomar parte nas manifestações em território nacional.

“Somos pessoas normais, pessoas como você, [email protected], estudantes, [email protected], [email protected], vivemos no Brasil ou em outros países e, independente da nossa situação, estamos unidos por um pensamento comum: mudar o sentido que a nossa sociedade está tomando, lutar contra a degradação da nossa condição de vida”, explica aversão brasileira da convocatória para o 15 de outubro. “O movimento Democracia Real Brasil é uma organização social que não está vinculada a nenhum partido político, sindicato ou empresa, somos um grupo livre e independente, formado por pessoas correntes que unem forças por um objetivo comum: uma democracia real e participativa, onde a sociedade é a prioridade e não os mercados ou governos.”

Os novos movimentos

Ao observarmos os movimentos que se formaram em 2011, salta à vista alguns pontos que os destingem da rebeldia política antes vista. Em suma, esses movimentos lutam pelo que chamam de democracia real, ou seja, se posicionam contra os modelos organizacionais, econômicos, financeiros, burocráticos e sociais que por décadas ostentaram abandeira da democracia sem jamais ter-se configurado efetivamente em“governos do povo”.

Portanto, sua principal reivindicação é a política participativa — uma espécie de organização social apoiada sobre núcleos de “micro democracias” autossuficientes, construídos pela participação colaborativa e compartilhada das pessoas do entorno. Juntos, esses núcleos formam uma teia. A ideia maior da política participativa é fazer com que a luta política se manifeste através de ações permanentes: mutirões, hortas coletivas, áreas de comércio justo etc. A participação portanto se coloca como fato constituinte do núcleo democrático. Assim, a mudança global reclamada pelo movimento 15 de Outubro se faz também localmente. É o pensamento “glocal” de que falam alguns autores, ou seja, o conceito de que as transformações se constroem tanto no âmbito micro quanto no macro.

Fala-se em “revolução mundial”, mas o que realmente pode acontecer? Estamos diante de algo inédito: uma chamada à mobilizaçãomundial. Obviamente, não será uma mobilização geral. Mas ao analisarmos as possibilidades de constituição de uma democracia real, como defendem os movimentos, surgem algumas dúvidas fundamentais. Primeiramente, considerando o óbvio, não há como esperarmos que as grandes mudanças de nossos tempos venham através de ‘um’ único mega-chamado, por mais que este possa ser um ato memorável nas lutas contra o capitalismo. Visto que falamos de um movimento autogestionado, aparentemente sem a presença de vanguardas oupartidos políticos tradicionais, resta-nos saber (ou esperar) que assim continue.

É grande a parcela da população mundial que tem suas vidas prejudicadas pelas modalidades atuais do capitalismo. Há muita gente desempregada ou tirando o sustento de subempregos, gente endividadas, reféns de hipotecas e tantos outros problemas inimagináveis que acabam por consumir a liberdade de qualquer um. Assim, a vida se transforma em sobrevivência — algo tremendamente distante das propostas governamentais e corporativas denominadas “democráticas”.

O grito do 15 de Outubro almeja o mundo. Quer uma ruptura com o modo atual de organização social e de manejo das economias públicas e privadas. É muita responsabilidade para uma só andorinha, que,mesmo sendo gigantesca, não fará esse verão sozinha. Nosso mundo não será diferente no dia seguinte, mas o sábado que se avizinha tem tudo para iniciar uma bela primavera internacional.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

11 comentários para "Todo mundo ao mesmo tempo agora!"

  1. Antonio Vicente disse:

    A medida que tentamos compreender o movimento glocalizador – do local para o global – passamos a entender o âmago dos principais objetivos (mesmo que não colocados de forma linear) do “15.O” por exemplo.
    O texto ficou muito bom; se for possível amarrar posteriormente o que dizem aqueles que defendem a glocalização (sem um viés exclusivamente acadêmico), acredito que poderá abrir novas perspectivas a sua narrativa/contação de histórias, deixando-a cada vez mais consistente.
    Forte Abraço.

    • Janaína disse:

      Antonio, a realidade do movimento no Brasil é outra: aqui ele vem atrelado às bandeiras de luta do PSOL. Mesmo que digam que é ‘apartidário’ e que defende o fim da política tradicional, vem ligado a partido. É uma farsa.

  2. Pedro Martins disse:

    Uma coisa bastante interessante dessas manifestações recentes que vêm acontecendo com frequência especialmente este ano é o fato de elas se classificarem como apartidárias. Talvez isso signifique uma mudança brusca na forma de fazer política. Com certeza fruto de uma insatisfação generalizada com as instituições e com a classe política em nível local, regional e global. Será que o partido político, então, não possui a mesma função social e o mesmo poder de aglutinação de reivindicações de outrora? Ao mesmo tempo, como organizar concretamente em propostas tudo isso que a juventude está gritando nas ruas? Enfim, perguntas sem vistas a uma conclusão rápida, mas que podem indicar outras frentes pra pensar no assunto.

    • Janaína disse:

      Pedro, a resposta era para o teu post e acabei respondendo ao Antonio. Se puder, dá uma olhada acima (caso publiquem). Não é apartidário de fato. No site do partido que eu cito (PSOL), desde 2010, se fala em Democracia Real e em ocupar espaços públicos como praças e reitorias. Tão surfando na onda espanhola, aproveitando o momento pra botar seu bloco ideológico na rua.

  3. Democraé não aceitar as invaso~es a países pelos americanos e ver a ONU não fazer seu papel,fechando os olhos para o criminoso de guerra georg bush, porque outros são julgados e eles não? Minha grande indig nação é essa, o Brasil nem se fala fecha os olhos para os indígenas.Fechar esse congresso que aí está.

  4. Julio Spínola disse:

    PROVÁVELMENTE COMO NO BRASIL E EUA, AVENTURAS FINANCEIRAS DO GOVERNO COBRINDO DÉFICITS DE BANCOS E DE EMPRESAS FALIDAS, NÃO GASTO COM FUNCIONALISMO, QUEBRARAM A GRÉCIA E PORTUGAL.
    O salário médio dos funcionários públicos na Grécia, por ex, é de 1355 Euros, ao contrário daqui, menor que a média do settor privado que e´igual a 1671 Euros..
    Assim, se vc. multiplicar este salário médio por 2 milhões de funcionários públicos obterá um gasto COM SALÁRIOS DO FUNCIONALISMO de 2,71 BI de EUROS MENSAIS OU 35 BILHÕES DE EUROS AO ANO INCLUINDO 13° SALÁRIO.
    http://www.breitbart.com/article.php?id=CNG.fb666b72a29eba5f07061b4b06894a66.d1&show_article=1
    COMO O PIB DA GRÉCIA É DE CERCA DE 236,5 BI DE EUROS EM 2010 E SUA CARGA TRIBUTÁRIA de cerca de 40% do PIB sua arrecadação somaria 94,6 BI DE Euros. A carga com o funcionalismo é bem mais alta do que a nossa mas, mesmo assim, cerca de 30% da arrecadação.
    Resta saber se esta despesa é mais alta do que a nossa porque os gregos recebem muito mais benefícios sociais como saúde, educação e segurança do que nós.
    The average bribe was 1,355 euros in the public sector and 1,671 euros in the private sector, chiefly involving private clinics, banks and lawyers, according to the study, carried out by Public Issue for TI Greece.
    SE VC CONSULTAR O PORTAL DA TRANSPARENCIA DO GOV FEDERAL ENCONTRARÁ NA ABA DESPESAS O VALOR DE R%596 BILHÕES COM ENCARGOS DA DÍVIDA.
    Lamentável este exagero no Welfar state. Aquino Brasil temos estes funcionários em numero tão avassalaor(20% da força de trabalho ativa grega) que no no Brasil representariam 8 milhões de funcionários públicos.
    AQUI TEMOS 9,7 MILHÕES DE FUNCIONÁRIOS PUBLICOS E NAO QUEBRAMOS POR ISTO! AO CONT´RARIO DISTRIBUIMOS RENDA COMOS VEMOS NOS INTERIORES.
    No entanto, temos os velhinhos do Funrural que, sem contribuir lhufas com a Previdência, recebem religiosamente seus contra-cheques no fim do mes. São milhões aqui no Norte Nordeste e em muitas cidades sertanejas chegam a ser mais numerosos do que os funcionários das prefeituras, maior empregador no interior.
    no brasil, HÁ 9,4 MILHÕES DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS NAS TRÊS ESFERAS.
    Isto soma o equivalente a mais de 20% da PEA, assim como na Grécia.
    http://www.franciscocastro.com.br/blog/?p=763
    Assim mesmo, o pais ainda não quebrou por causa disto.
    Se você multiplicar o SM do funcionalismo federal( R$ 6.691,) por seu número de 970,6 mil achará R$ 6.494.284.600 ao mês ou 84.425.699.800(84,4 bilhões) JÁ COM O 13º.
    NUMERO, EMBORA VULTOSO, REPRESENTA ,SOMENTE CERCA DE 5,6% DE 1,5 TRILHÃO DA ARRECADAÇÃO EM 2010.
    NO ENTANTO, O GASTO COM BANCOS EM 2010 SOMOU R$596 BILHÕES. CONFIRA:
    Acesso rápidoOK
    Fale conosco | Glossário | Perguntas Freqüentes | Links | Manual de Navegação
    Você está em:
    Início» Despesas» Gastos Diretos» Elementos de Despesa
    GASTOS DIRETOS POR TIPO DE DESPESA
    baixar mais dados imprimir
    Total destinado pelo Governo Federal em âmbito nacional em 2010 – Aplicações Diretas: R$ 1.044.954.183.925,74
    Selecione o(a) “Elemento de Despesa” para obter o detalhamento do valor Caso queira outra classificação, clique no título da coluna correspondente
    Grupo de Despesa Elemento de Despesa Total no Ano (R$)
    Amortização e Juros da Dívida 74 – Correção Monetária ou Cambial da Dívida Mobiliária Resgatada 2.254.667.706,85
    Amortização e Juros da Dívida 21 – Juros sobre a Dívida por Contrato 3.026.874.048,78
    Amortização e Juros da Dívida 23 – Juros, Deságios e Descontos da Dívida Mobiliária 103.561.032.956,83
    Amortização e Juros da Dívida 24 – Outros Encargos sobre a Dívida Mobiliária 19.641.120,51
    Amortização e Juros da Dívida 22 – Outros Encargos sobre a Dívida por Contrato 188.558.131,79
    Amortização e Juros da Dívida 77 – Principal Corrigido da Dívida Contratual Refinanciado 1.952.253.663,81
    Amortização e Juros da Dívida 76 – Principal Corrigido da Dívida Mobiliária Refinanciado 356.956.583.054,33
    Amortização e Juros da Dívida 71 – Principal da Dívida Contratual Resgatado 55.921.614.734,46
    Amortização e Juros da Dívida 72 – Principal da Dívida Mobiliária Resgatado 75.087.413.442,68
    SOME AS PARCELAS:
    QUASE 600 BILHÕES SÓ COM DESPESAS FINANCEIRAS.
    O BOLSA-FAMÍLIA CONSUMIU 12 BI EM 2010, ANO QUE MAIS GASTOU.0,8% DA ARRECADAÇÃO
    OS SEM TERRA MAIS OS PRONAF, CERCA DE 16 BILHÕES. CERCA DE 1,1% DA ARRECADAÇÃO.
    No caso das despesas com pessoal, elas somaram R$ 166,48 bilhões no ano passado, ou 4,55% do PIB, contra com R$ 151,6 bilhões, ou 4,76% do PIB em 2009.
    O CONGRESSO, POUCO MAIS DE UM BILHÃO,SOMANDO DEP E SENADORES.
    O GASTO FEDERAL COM A SAUDE FOI DE R$66,9 BILHÕES (4,6% DA RECEITA FEDERAL)
    EDUCAÇÃO
    ASSIM, TANTO AQUI QUANTO LÁ NAO DEVE MESMO SER O ESTADO DE BEM ESTAR SOCIAL O CULPADO.
    O HOMEM QUE PREPARA O TOMBO DE NOSSA DÍVIDA, TOMBINI, DEVE SABER EXPLICAR ISTO.
    REPASSE DE VOLTA.

  5. PENSADOR disse:

    RESUMINDO, O SERVIÇO DA DÍVIDA PUBLICA AOS BANCOS DE 596 BI DE REAIS EM 2010 CONSUMIU QUASE QUATRO VEZES O QUE O BRASIL: GASTOU COM PESSOAL.
    QUASE SEIS VEZES O QUE GASTOU COM SAÚDE.
    QUASE QUATRO VEZES O QUE SE GASTOU COM A EDUCAÇÃO.
    É O BOLSA-BANQUEIROS DE QUE FALAVA O CANDIDATO DO PSOL EM 2010

  6. PENSADOR disse:

    COMO O SALÁRIO MÉDIO NO BRASIL É DE R$1500,00, O SERVIÇO DA DÍVIDA PAGO AOS BANQUEIROS É IGUAL A TODA MASSA DE SALÁRIOS RECEBIDA PELOS BRASILEIROS EM 2010.
    CONFIRAM= R$1.500,00 X 40 MILHÕES DE TRABALHADORES C/ CARTEIRA ASSINADA = 600 BI DE REAIS.
    OU SEJA, GANHAM IGUAL A TODOS OS TRABALHADORES BRASILEIROS, JUNTOS

  7. PENSADOR disse:

    BEM ESTAR SOCIAL GERA MAIS IMPOSTOS, CUSTA POUCO E RENDE MUITO SOCIALMENTE.

  8. Magia disse:

    Próxima data internacional: 11.11.11 às 11:11h
    SEREMOS UM PELA CULTURA DE PAZ.
    BASTA DE CULTURA DE GUERRA, DE COMPETIÇÃO, DE TRATAR OS IRMÃOS COMO INIMIGOS A SEREM VILIPENDIADOS, SAQUEADOS E ESTUPRADOS…
    BASTA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *