Primavera Brasileira ou golpe de direita (6)

130623-ManifsBH2

Belo Horizonte, 23/6

Perguntas e respostas sobre um movimento que está mudando a cena do país – e cujo futuro, aberto, será decidido também por você

Por Antonio Martins| Imagem: Ninja

6. Que são as Assembleias Populares e como elas podem preparar uma nova fase da mobilização?

1. É possível falar em “Primavera Brasileira”?

2. Há no ar uma tentativa de golpe antidemocrático?

3. Como foi possível converter manifestações autônomas por direitos em territórios de preconceitos e violência?

4. Por que a tentativa de capturar os protestos é frágil e pode ser vencida?

5. Que temas permitem retomar uma pauta de direitos e transformações?

7. Que revela a postura de Dilma e como os movimentos podem tirar proveito dela?

8. Por que o Brasil estará diante de uma encruzilhada, nos próximos meses? Que papel jogará a mobilização social ?

Elas surgiram neste domingo (23/6): três em São Paulo, por iniciativa do Movimento Passe Livre; em Fortaleza, Brasília e Belo Horizonte (esta, com mais de 2 mil pessoas: texto, vídeo). As Assembleias Populares permitem que a população se encontre e converse horizontalmente, livre da massificação da TV. Estabelecem um ambiente propício a debater a situação do país e, em especial, a desenvolver a consciência dos direitos e a mobilização por eles. Se continuarem a se espalhar, é provável que desencadeiem, muito em breve, uma nova onda de manifestações, agora mais potente.

Não há receita para as Assembleias: podem reunir moradores de uma região ou pessoas interessadas em discutir coletivamente um tema específico; ocorrer numa praça, num salão, numa casa ou mesmo nos pontos de ônibus (veja o que o Periferia Ativa prepara para 25/6, em São Paulo).

Também não é preciso esperar por ninguém, para organizar uma Assembleia. Qualquer organização, ou grupo de pessoas, pode e deve fazê-lo. O importante é não desperdiçar um momento raro, em que as multidões deixaram a passividade e sentem-se empoderadas para debater seu futuro coletivo.

Outras Palavras participa, com outros coletivos e movimentos, da organização de uma assembleia nesta terça-feira (25/6, às 19h), na Praça Roosevelt, em São Paulo. Debaterá a Ditadura da Mídia e as formas de enfrentá-la. Já está difundida no Facebook (com mais de 500 pessoas confirmadas, ao meio-dia de 24/6). Estamos prontos para divulgar outras iniciativas. Para comunicá-las, basta escrever para [email protected]

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

3 comentários para "Primavera Brasileira ou golpe de direita (6)"

  1. Jordana Menezes disse:

    A Assembléia de BH começou na semana passada. Essa realizada ontem já foi o 2º encontro, que reuniu mais pessoas ainda e com uma organização maior! Já está agendado um terceiro encontro! Vamo em frente!

  2. Vilmara Georgina disse:

    A data está errada por duas vezes vocês anunciam 25/3, é 25/6.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *