Desafios da Democracia Participativa, agora num Web-curso

Como agir, quando a velha política está em crise, mas a nova ainda é incapaz de fazer valer as opções e desejos da sociedade?

Quem se interessa em compreender (e em construir…) o futuro da democracia terá, a partir de 10 de setembro, um novo fórum para enriquecer seu conhecimento, práticas e debates. Três instituições com importante reflexão sobre o tema — o Transnational Institute (TNI), de Amsterdam, o Centro de Estudos Cidade, de Porto Alegre e o Programa Latino-Americano de Educação à Distância em Ciências Sociais (Pled), de Buenos Aires — articularam-se para promover um curso virtual sobre Democracia Participativa, Crise do Capitalismo e Gestão Urbana. Ao contrário do que ocorre muitas vezes, não se trata de um exercício acadêmico. O curso promete polêmica.

Ele é provocador desde a apresentação (disponível em castelhano).  Relembra que “no contexto da crise global, as instituições tradicionais da democracia representantiva exibem claros sinais de ineficiência crescente”. Mas alfineta: “os procesos de participação cidadã que floresceram nos anos 1990 estão numa encruzilhada”. Cita, em especial, os Orçamentos Participativos brasileiros: eles “alcançaram reconhecimento global, como proposta emblemática do potencial criador da democracia participativa”. No entanto, “há uma enorme distância entre a retórica e a prática, porque os setores populares nem sempre têm acesso às condições necessárias para ampliar sua capacidade de organização e inteligência estratégica”. Ao final, “muitos ativistas continuam repetindo, monocórdios, que ‘continuamos avançando’. Mas para onde?”

A partir de 10 de setembro, estes questionamentos serão tratados em doze módulos. Entre os temas específicos, estão as “fontes teóricas da democracia participativa” (módulo I), a “crítica dos conceitos de exclusão e segregação do espaço urbano (IV), “colapso do planejamento urbano das grandes cidades (V), “crise do capitalismo e inflexão do projeto neoliberal” (VIII), “alternativas progressistas ao conceito de ‘nova governança urbana'” (XI). Cada módulo irá se desenvolver por meio de conferências, leituras dirigidas, fóruns de discussão online e trabalhos individuais.

As inscrições estão abertas até 31 de agosto e podem ser feitas online, aqui. Todas as atividades do curso serão desenvolvidas em castelhano e inglês.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

10 comentários para "Desafios da Democracia Participativa, agora num Web-curso"

  1. leandra goncalves disse:

    Olá:
    gostaria de receber maiores informações.
    Qual é a frequencia das aulas? Como são feitas as aulas? Se temos que cumprir um horário fixo? E quanto custa o curso.
    obrigada

  2. Ju JucJu disse:

    Clara Escura, saca só esse curso… será que os caras acreditam em planejamento? hehehe
    bora fazer juntas?

  3. Sofia Freire Dowbor disse:

    que maravilha antonio!!!
    Ja me inscrevi!

  4. Elivanete Macêdo disse:

    QUERO PARTICIPAR!

  5. Eriane Soares disse:

    Será que não vai rolar legenda em português?!? De qualquer forma farei minha inscrição e vejo o que consigo capitar. Maravilha de tema!

  6. Maria Rosa disse:

    Olá, boa tarde a todos!
    Gostaria de saber se o curso é grátis ou se há taxar a pagar. Outro aspecto que tenho interesse em esclarecer diz respeito ao idioma de apresentação dos trabalhos que precisarão ser feitos pelos alunos, ou seja, se esses trabalhos poderão ser respondidos em Português. Ler em Castelhano até é possível, mas escrever, não me é tão fácil.
    Agradeço a quem puder me esclarecer.

  7. Thais Rucker disse:

    Não encontrei nenhum link para inscrição. Como funciona?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *