Contra a brutalidade do automóvel… a ilusão de ótica

160506-India

Faixas de pedestres “tridimensionais” estão ensinando os motoristas indianos, finalmente, a respeitar os direitos dos pedestres. E no Brasil?

Os automóveis são, na Índia, tão letais quanto no Brasil. O país é o segundo no mundo, em mortes no trânsito: 231 mil pessoas por ano, o equivalente a dizimar uma cidade como Cabo Frio (RJ). Em números absolutos, são quatro vezes mais que no Brasil (42.844), mas a vantagem nacional é apenas aparente: como o a população indiana é muito maior, as taxas de óbitos por 100 mil habitantes são muito parecidas.

160506-India3

Para despertar motoristas da sensação alienante de poder conferida por suas armaduras ambulantes, duas mulheres da cidade de Ahmedabad (oeste do país) — Saumya Pandya Thakkar e Shakuntala Pandya, na foto do topo — tiveram há alguns meses uma ideia original. Usando técnicas de ilusão de ótica, pintaram nas ruas da cidade faixas de pedestres que parecem tridimensionais.

O sucesso foi imediato. Os condutores, normalmente desatentos a pedestres, pareceram assustar-se diante de “obstáculos” que poderiam apresentar perigo a seu automóvel. Faixas semelhantes passaram a ser pintadas em outras cidades indianas e na China.

160506-India4

Há algumas semanas, o ministro indiano do Transporte Rodoviário, Nitin Gadkari, tuitou imagens sobre a inovação — e elas ganharam o mundo. Não se sabe se chegarão ao Brasil. Talvez sejam banidas, a julgar pela resistência obstinada de certos membros do Ministério Público a tudo o que ameace a ditadura do automóvel.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Um comentario para "Contra a brutalidade do automóvel… a ilusão de ótica"

  1. Telmo disse:

    Infelizmente o motorista alcoolizado pode ser responsável por 15% dos óbitos no trânsito:
    http://saudepublicada.sul21.com.br/2016/05/10/motorista-alcoolisado-em-15-dos-obitos-no-transito/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *