Bernardet: “Brasil, decadência programada”

170403-Decadência
“Os Brics, a Petrobras, a indústria autônoma são inaceitáveis. Por isso, alguns agem sistematicamente para que país seja exportador de grãos e importador de valor agregado”.

Por Jean-Claude Bernardet

Os Brics são inaceitáveis. O banco dos Brics, que opere com várias moedas, inclusive o dólar, é inaceitável. Um fundo de apoio (tipo FMI para emergentes) é inaceitável.

Estamos assistindo ao desmonte sistemático de uma potência emergente.

A indústria naval já não é mais competitiva. A Petrobras, desmantelada. As empreiteiras multinacionais desmontadas. Agora a carne.

A Siemens e a Alstom estão cheias de corruptores. Nunca passaria pela cabeça dos judiciários alemão, suíço ou francês destruir as empresas.

Meirelles, Pedro Parente, Moro, a PF são agentes internos dessa operação bem sucedida.

Temer e os bandos do ministério e do parlamento que o apoiam são circunstâncias necessárias ao bom andamento da operação, mas apenas circunstâncias locais nada insubstituíveis.

O Brasil deve ser exportador de grãos e importador de valor agregado (daí a necessidade de desmantelar a educação e qualquer forma de pesquisa).

O dinheiro da sociedade (poupando os ricos) deve ser drenado para pagar os juros da dívida e enriquecer os bancos.

Tenho dito.

TEXTO-FIM

6 ideias sobre “Bernardet: “Brasil, decadência programada”

  1. [email protected] em disse:

    infelizmente isso sempre acontece deve por isso que governos que desenvolvem o brasil, sempre vem sequidos dos que o destroem.

  2. Bastante sintetizada a opinião do autor. Tudo que foi dito faz parte de uma grande programação, buscando implantar uma Nova Ordem Mundial, dirigida por membros da sionista máfia khazarian-complexo industrial-militar, atualmente controlando os USA e grande parte do mundo . A questão da informação e sua amplitude é vital para a consecução de seus objetivos imperialistas e dominam toda a rede de informações existentes, inclusive até alguns atores importantes da internet. O Brasil, por suas qualificações e reservas naturais, é um dos principais alvos do ataque. A criação dos BRICS foi um sério golpe para os formuladores do imperialismo da Nova Ordem Mundial e seus membros – Brasil, Russia, India, China e Africa do Sul são vitimas de intensas campanhas difamatórias, buscando gerar tensões entre os membros e impedir a atuação desses importantes países para formar um mundo pluralista, com valorização de suas culturas e benefícios economicos para todo o mundo. A mais torpe das finalidades dessa máfia khazarian é a brutal redução da população mundial, utilizando todas as formas possíveis de eliminação física humana, desde guerras até uso das vacinas para danificar o organismo das crianças, uso de hormonios feminilizantes na população masculina, medicamentos para danificar o aparelho reprodutor feminino, uso de defensivos químicos na agricultura utilizando produtos que provocam diversos tipos de cancer, além de vários outros procedimentos realizados com a mesma intenção. O momento político brasileiro é um forte indício da origem dessa atuação maligna, que está acontecendo devido à desunião entre os povos, provocada pelo acirramento do ódio através de provocações fabricadas e divulgadas pela mídia canalha. É hora de usarmos as poucas opções de comunicação ainda disponíveis para formar e divulgar opiniões, informações e dados suficientes para esclarecer as pessoas

  3. A agricultura brasileira depende dos insumos importados: defensivos, fertilizantes, máquina agrícola. Ainda por cima de tudo isto o país é bem servido por péssimas estradas e somente rodovias.
    Para bem escoar produto agrícola melhor seria curso d’água, ou ferrovia, de que também o país carece.
    Nossos minérios saem do país em bruto, com mínimo valor agregado e ainda por cima sofrem do mesmo problema: má condição de transporte, além de que os mineradores são estrangeiros.
    Resta ao brasileiro empregar-se numa das empresas estrangeiras que simplesmente montam seus produtos importados em partes para economizar frete.
    Há saída?!

  4. Meio fora de hora a crítica ou assunto focado pelo Senhor Bernardt. Ou, colocando nome nos bois errados, ou deixando bois propositadamente fora da lista. Quem saqueou a Petrobrás foi gente de outra seara. Quem rebentou com a indústria brasileira também foi gente de outra seara. Os atuais gerentes de plantão, somente estão, com todo gosto,, trilhando a trilha infame de seus antecessores. E o Brasil continua sem bons filhos para governa-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *