O tsunami e a economia mundial

As cotações do petróleo, nos contratos negociados em Nova York, caíram abaixo de 100 dólares o barril pela primeira em semanas, na sequência dos desastre naturais japoneses. Teme-se que a desorganização produzida na economia nipônica tenha reflexo mundial. Dois textos disponíveis em nosso clipe de hoje ajudam a entender o mecanismo.

O terremoto e o tsunami provocaram a paralisação temporária de muitas indústrias — inclusive em setores de peso, como automóveis e eletrônicos. Além disso, os cortes de energia, adotados para evitar a explosão de reatores nucleares, refletirão sobre a atividade produtiva. A economia japonesa representa expressivos 8% do PIB mundial: a depender da gravidade de seus problemas, que ainda está sendo avaliada, os reflexos internacionais podem ser expressivos.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *