Previdencia: As duas primeiras contribuições

Leitores atendem ao chamado e contribuiem para construção de alternativas à contra-reforma previdênciária.

Por Wilson Marigo

1) Aumente-se o limite de contribuição ou crie uma tabela progressiva para quem ganhe acima de 10 salários mínimos. Exemplo: até 10 sms: 10% e + 1% para cada 5 sms excedentes, fazendo com que os mais altos salários contribuam mais.

2) Acabe-se com o fator previdenciário, pois, não tem lógica reduzir ainda mais o que já está reduzido.

3) Aumente já a idade mínima para aposentadoria para no mínimo 56 anos em todas as esferas.

4) Restringir a aposentadoria proporcional a casos de necessidade premente desde que comprovados.

5) Definir percentual de contribuição sobre os lucros das grandes empresas canalizado para o INSS

6) Adotar políticas de controle orçamentário da previdência, não deixando faltar as verbas necessárias.

7) Adotar medidas rigorosas para concessão do benefício para evitar fraudes.

Por Antonio Rafael Pacheco Velasco

A proposta apresentada para o tempo de aposentaria, é polìtica.

Deveriámos apresentar à sociedade brasileira um novo modelo de previdência social – universal.

Todo trabalhador (a) braisleiro tem direito a se aposentar com 40 anos de contribuíção.

Todo trabalhador (a) brasileiro tem direito a se aposentar com 20 anos de contribuição e idade mínima de 60 anos (homem) e 55 anos (mulher).

Com esta proposta acabaríamos com todas as outras aposentadorias e privilégios ( políticas, judiciárias, públicas, militares e de todas as empresas públicas etc.). O teto máximo do benefício de R$ 5.000,00, para média dos últimos 60 meses. Nunca mais vamos falar em reforma previdenciária no nosso país. O custo social e financeiro é o mesmo para todos, com a mesma posibilidade de ganho.

Quem quiser ganhar mais, use o seu conhecimento como autônomo após se aposentar.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *