O primeiro comercial de maconha na TV

Em estados norte-americanos onde consumo medicinal foi liberado, anúncio realça argumento antiproibicionista: legalização é única saída contra controle da droga pelo crime

Por Camilo Rocha, no Oesquema

A-cannabis-pharmacy-in-th-006

Em estados norte-americanos onde consumo medicinal foi liberado, anúncio realça argumento antiproibicionista: legalização é única saída contra controle da droga pelo crime

Por Camilo Rocha, em OEsquema

Estreou nos EUA o primeiro comercial de TV de maconha. É da Marijuana Doctors, portal especializado em cannabis medicinal.

No anúncio, um traficante oferece sushi e sashimi em um beco para ilustrar a mensagem de que não vale a pena comprar maconha de fornecedores não confiáveis. “Você compraria sushi de qualquer um?”, diz a narradora.

Está aí grande parte do sentido da legalização, acabar com o mercado paralelo. Se as pessoas pudessem conseguir sua maconha em um estabelecimento regularizado e seguro, para que continuariam se arriscando em comprá-la ilegalmente, muitas vezes de bandidos armados e perigosos?

A peça publicitária foi liberada pela operadora de TV paga Comcast, a maior dos EUA, para veiculação nos canais Fox, CNN, ESPN, Comedy Central, AMC e Discovery. Mais mainstream que isso, impossível. Mas com limites, claro: o comercial só pode ser veiculado entre 22h e 5h e nunca em intervalos de programas infantis.

O futuro está chegando, acostume-se.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "O primeiro comercial de maconha na TV"

  1. LALAU disse:

    Estereotipado e racista pra caramba esse comercial…

  2. joão disse:

    A 2ª maior industria do mundo e o 2º maior pib, agora com interesses do estado americano. Salve a arrecadação que este mercado proporciona. Dane-se os interesses dos usuários. Porque cada um não plantar seu prórpio pé. Ao invés de ir a um lugar seguro para comprar? Fico me perguntando o que será da industria das armas se esta moda pegar no resto do mundo. Menos clientes talvêz. redução de vagas penetenciarias, redução de policiais, redução da maquina judiciaria etc, etc, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *