Equador: golpistas parecem isolados, mas sequestraram presidente

O passo a passo da tentativa de golpe, nas twitagens desta tarde e noite

Continua incerta e muito preocupante a situação em Quito, onde setores das Forças Armadas aproveitaram-se de uma greve policial selvagem e tentarar afastar o presidente Lúcio Gutierrez por meio de um golpe de Estado. A cobertura da mídia é muito precária. A melhor forma de acompanhar o desenvolvimento dos fatos é via twitter — onde, contudo, falta precisão. Algumas informações mais seguras são:

>Incerta no início da manhã, a tentativa de golpe foi ficando clara ao longo do dia. O coronel Lúcio Gutierrez, ex-presidente do país com influência entre as forças armadas, pediu abertamente a renúncia do presidente e a convocação de novas eleições.

> O estopim para a sublevação de parte dos militares foi uma greve selvagem da polícia, em todo o país. Os policiais levantaram-se contra uma reforma administrativa que reduz alguns de seus direitos — vistos pelo governo como privilégios. A greve resultou em abandono completo do policiamento das cidades e em motins, ao menos em Quito e Guayaquil. Na capital, ainda pela manhã, os grevistas tomaram de assalto o principal quartel policial da cidade e puseram fogo em pneus.

> Estranhamente, o presidente Rafael Correa foi ao quartel dialogar com os amotinados. Falou a eles a partir de um balcão. Em meio a tumulto, exaltou-se. “Se quiserem montar barracas, se quiserem deixar os cidadãos indefesos, se quiserem trair a missão da polícia, podem ir em frente. Mas o governo fará o que precisa ser feito”. Ao retirar-se, foi agredido com uma bomba de gás lacrimogênio (ver vídeo). Estava desacompanhado, naquele momento, de segurança minimamente compatível com a situação. Foi conduzido ao Hospital Policial.

> Ao mesmo tempo, dois outros acontecimentos ampliaram o clima de ruptura da democracia. Cerca de 150 militares bloquearam completamente a rodovia que liga a capital ao aeroporto, isolando-o a ponto de forçar o cancelamento de todos os vôos. E um grupo de policiais amotinados invadiu a Assembleia Nacional, detendo e ferindo alguns parlamentares. Foi a esta altura que o coronel Gutiérrez deu suas declarações golpistas.

> A intentona militar, porém, pareceu isolada. Milhares de pessoas foram às ruas, em defesa do presidente. Declararam apoio a ele o conjunto do governo, todos os chefes militares, a associação empresarial mais importante. O governo decretou estado de Emergência e assumiu o controle de todas as emissoras de TV. No plano internacional, a tentativa de golpe foi condenada imediatamente não apenas pelos governos de esquerda (Brasil, Argentina, Bolívia, Venezuela e outros) como por Colômbia e Peru. O presidente peruano, Alan Garcia, chegou a dizer que os fatos revelavam a tentativa de “volta dos gorilas”.

> A situação teria se normalizado se não fosse por um fato essencial. Tropas policiais amotinadas sequestraram o presidente, no próprio hotel em que se encontrava. Correa denunciou o fato por telefone, a seu colega Hugo Chávez. Afirmou que estava bem, mas não podia voltar ao palácio.

> Por volta do meio dia, uma multidão dirigiu-se à sede do governo. Ao saber da situação do chefe de Estado, rumou para o Hospital Policial. Foi, porém, reprimida pela polícia que mantém Corrêa sequestrado. Policiais usaram  bombas de gás lacrimogênio e tiros para o ar. Uma pessoa teria morrido.

> O impasse já dura horas, com idas e vindas. As últimas informações, às 19h45, são de que os policiais já não dispõem de bombas e estão atirando pedras à multidão.

Abaixo, os twits publicados ao longo das últimas horas, com links importantes para acompanhar a situação:

Ligtez Bruno Costa

by antoniomartins
“Há entre 3 a 4* mil pessoas tentando libertar o presidente. O exército,supostamente apoiante do poder instituído,ainda ñ apareceu no lugar”
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
#EQUADOR: “El Ciudadano” anuncia que general está reunido agora (19h14) com líderes dos policiais que sequestraram Correa
»
Adriana Delorenzo
dridelorenzo Adriana Delorenzo

by antoniomartins
AMANHÃ, 01 de outubro, às 15 horas, Ato em Solidariedade, no Consulado do Equador, Rua Funchal, 411.
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
#EQUADOR: Presseguie, diante do hospital onde Correa está sequestrado, impasse entre manifestantes e polícia
»
Tadeu Breda
tadeubreda Tadeu Breda

by antoniomartins
“Alerta, alerta, alerta que camina la espada de Bolívar por América Latina”, canta o povo ao redor do hospital onde está Correa.
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
@tadeubreda. No passado, poderia não ser. Foram de esquerda, mas enveredaram por várias ondas de fisiologismo
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
#EQUADOR, emocionante. Segundo El Ciudadano, povo avança para hospital onde Corea está sequestrado. “Corea, amigo, elpueblo esta contigo”
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
#EQUADOR: Pachacutik é símbolo da degeneração de parte do movimento indígena do Equador
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
#EQUADOR: Segundo Eduardo Tamayo, da Agência ALAI, chefe de bancada do movimento Pachacutik teria pedido renúncia de Corea
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
ECUADOR: “El Ciudadano” diz que manifestantes fizeram a polícia recuar. Povo estaria a uma quadra do hospital onde está Corea
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR: @laradiodelsur noticia: centenas de equatorianos aproximam-se do hospital onde Correa está, sequestrado
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
ECUADOR: Esclarecendo que Correa está bem e consciente. Foi levado ao hospital depois de levemente ferido pela polícia amotinada
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
ECUADOR: Vídeo do momento em que Correa discute com os amotinados. Em seguida, seria agredido
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
ECUADOR: Já há manifestantes feridos nos confrontos com a política, próximo ao hospital onde sequestraram Correa
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
ECUADOR: Na CNN México, o momento da agressão a Correa http://bit.ly/cj0goo
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR: Descobri o pessoal que está tuitando próximo ao hospital onde Correa está, sequestrado: http://twitter.com/#!/ElCiudadano_ec
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR: coronel e ex-presidente Lúcio Gutierrez parece estar por trás do golpe. Pediu renúncia de Corea
»
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR: A esta altura, melhor cobertura parece ser da Rádio del Sur:
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR: Em resumo, polícia selvagem e militares golpistas parecem não ter apoio, mas sequestraram o presidente
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR: Chanceler pede a cidadãos que resgatem o presidente Corea, levado a hospital militar
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR, agora com mais precisão: olpistas parecem isolados no país e exterior. Mas cercam hospital onde está Corrêa
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR: Até Peru e Colômbia, governados por partidos de direita, declaram apoio a Correa
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR: Informações oficiais no Twitter da presidência do país: http://twitter.com/Presidencia_Ec
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
… e simpatizantes que se aproximam reprimidos pela polícia, que desencadeou o motim
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
EQUADOR – Ponto obscuro é situação pessoal de Correa. Aparentemente, está num hospital militar
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
Equador: Brasil, Espanha, Argentina, Venezuela e até Colômbia declararam apoio ao presidente eleito. OEA está reunida para debater o tema
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
Sobre Equador: Por um lado, governo parece controlar situação. Ministro da Segurança decretou estado de Exceção…
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
Situação no Equador de novo confusa. Mesmo Telesur parece desencontrada. Alguém tem alguma fonte segura?
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
Em protesto contra uma lei de Pinochet, ainda em vigor, presos políticos mapuches chegam a 80º dia em greve de fome http://bit.ly/d0rSGG
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
Equador, 14h05: População começa a sair às ruas, e a se dirigir ao palácio presidencial, em defesa de Correa http://bit.ly/bD4DBJ
»
Antonio Martins
antoniomartins Antonio Martins
Equador13h45. Há motim de policiais e soldados, não golpe militar. Chefe das Forças Armadas apoia Correa. Veja mais http://bit.ly/bD4DBJ
6 hours ago Favorite Reply Delete

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos