De pontos de ônibus a galerias em céu aberto

Em Curitiba, projeto convida população a retocar paisagem urbana e desacinzentar espaço intimamente ligado ao transporte coletivo

Por Eme Viegas, na Hypeness

Alquimia1

No sudoeste do Paraná, projeto convida população a retocar paisagem urbana e desacinzentar espaço intimamente ligado ao transporte coletivo

Por Eme Viegas, na Hypeness | Imagens @ Alquimia

A ideia partiu de uma brincadeira do publicitário Eiguel Ribeiro, junto com um grupo de amigos. Convencidos de que a paisagem precisava ser retocada, e de que a população estava carente de contato com a arte, eles decidiram colorir um ponto de ônibus no Paraná. O sucesso foi tão repentino que hoje eles são como uma exposição de arte a céu aberto.

Eiguel Ribeiro grafitou os primeiros pontos sem imaginar que passado pouco tempo pessoas estariam compartilhando fotos dos desenhos nas redes sociais. A partir daí, o publicitário criou um grupo, Alquimia, e conseguiu pedir ajuda pra bancar novas tintas e poder elaborar os graffitis em outros pontos.

Todos os desenhos estão devidamente autorizados e Eiguel Ribeiro não quer parar por aqui – seu objetivo é continuar recolhendo apoios para expandir o projeto para outras cidades.“Precisamos continuar levando cores para mais momentos das vidas das pessoas. E a estimular nas pessoas uma das maiores necessidades humanas, a arte”, lembra.

Alquimia2

Alquimia3

Alquimia4

Alquimia5

Alquimia6

Alquimia7

Alquimia8

Alquimia9

Alquimia10

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "De pontos de ônibus a galerias em céu aberto"

  1. Errata.
    O projeto está acontecendo no sudoeste do Paraná.
    Mais informações no grupo Alquimia:
    http://www.facebook.com/groups/149226328603870

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *