A China é o alvo dos EUA

Uma análise sobre o orçamento militar dos EUA para 2009 indica que suas prioridades têm muito pouco a ver com a “guerra contra o terror”

Conhecido pela profundidade de suas análises o thinktank norte-americano Foreign Policy in Focus (FPIF) [Política Externa em Foco] acaba de publicar uma análise sobre o orçamento militar proposto pela Casa Branca para o ano fiscal de 2009. O texto, redigido por Um artigo de Michael Kare, revela que a preocupação principal é manter superioridade sobre a China — ainda que, em palavras, o esforço bélico atual dos EUA volte-se contra o terror islâmico e os “Estados-vilões”.

Klare, professor de Estudos sobre a Paz e a Segurança Global na Universidade de Hampshire, demonstra que o item mais robusto no orçamento de 2009 é a “modernização estratégica”. Ela abocanha US$ 183,3 bilhões — 36% de despesas totais estimadas em US$ 515,4 bilhões (semelhantes a todo o PIB da Argenina…). Entre os itens em que se desdobra, estão a compra de 40 super-caças F-22 (considerado “o mais avançado avião de combate da atualidade”), por US$ 4,1 bilhão; a construção de um porta-aviões de novo tipo (o CVN-78), que deverá dar início à substituição dos navios da classe Nimitz e é equipado, entre outros, com um novo modelo de motor nuclear, um sistema eletromagnético para lançamento de aviões, radares s avançados e outras inovações; o lançamento de novas classes de destroyers e submarinos.

Klare ressalta que nenhuma destas armas presta-se a combater redes de terror ou Estados com a Síria ou Irã, dotados de armamento ultrapassado. Seu único, sustenta, só pode ser enfrentar, numa “nova guerra fria”, uma potência capaz de representar uma ameaça ao poderio militar dos EUA.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

13 comentários para "A China é o alvo dos EUA"

  1. agatocles siciliano da silva disse:

    Delenda Cartago, Cartago precisa ser destruída.

  2. Juliete Giordano disse:

    E quando descobriem que todo o mundo representa uma ameaça aos EUA,o que farão?

  3. Marco disse:

    Espero que a atual crise que o país atravessa jogue bastante água nessa fervura bélica…

  4. Vera disse:

    Infelizmente sempre haverá potências nos ameaçando, aos menores. Se é pára ser ameaçado pela China, desejo a proteção democrática dos EUA. Hoje usufruimos de democracia mas não queremos saber o preço que se pagou por ela. não podemos ser românticos e muito menos anti-americanos. Se não houver os EUA, com todos os seus evidentes defeitos, o que seria da democracia?
    Vocês gostariam de viver na China? Ser uma criaça pobre ou um velho pobre na China? Minha formação é pela Democracia, pelos EUA. Viva a América! Viva a Liberdade!

  5. Lucia disse:

    O alvo dos EUA é se proteger, se fortalecer, se manter na liderança.
    Porém, a China representa perigo à Democraica sim. A China é atraente aos verdadeiros donos do poder no mundo. Os que já têm e podem produzir mais dinheiro se utilizando de mão de obra barata.
    Parece estar havendo um movimento pró China partindo provavelmente deste grupo poderoso de poder. Estará atacando em diversas partes: Incitamento á guerras inúteis (Iraque) como forma de desmoralizar o Estado Americano na opinião mundial.Difamação, ciladas morais aos governantes como o caso mais recente do Governador deposto. Ao mesmso tempo propaganda, presença maciça na mídia e elevação da China.
    Os EUA precisam renovar seus valores, promover uma limpeza dentro de todos os seus Departamentos – da Polícia à Nasa – Promover políticas internas de proteção ao dólar e reforçar suas indústrias.Restringir a Imigração. Diminuir as importações e não apenas comprar armamentos, pois só isto não salvará os EUA. Os EUA precisam se levar mais a sério e confiar menos no seu poderio bélico.

  6. adriano( angolano) disse:

    ANTES DE MAIS QUERO DESEJAR UMA BOA TARDE PARA OS MEUS SENHORES.
    A ONDE É QUE OS E.U.A QUERM CHEGAR? O MUNDO NÃO TEM DONO , O MUNDO PERTENCE AO DEUS. QUAL É A RAZÃO DE TANTA PREOCUPACÃO? SERÁ QUE ESSE DINHEIRO NÃO DAVA PARA AGUDAR OUTROS POVOS DO MUNDO QUE MORREM DE FOME?

  7. Eduardo Pinheiro disse:

    É evidente que os E.U.A não pederia desprezar e descontinuar todo o desenvolvimento de seu aparato bélico, se fragilizando, diante do surgimento ou crescimento, sempre temeroso, de outros países. Nós, também americanos e aliados dentro deste contesto só devemos, de certa forma, nos sentirmos seguros sob o pálio de uma nação, que apesar dos pesares, ou no “frigir dos ovos” vão estar ao nosso lado e vice-versa…Como o ocorrido na Segunda Guerra Mundial. Como não existe verdade absoluta, também não existe felicidade plena. O mundo é cheio de incertezas, como a natureza humana…

  8. Danúzio Alves disse:

    Há muito vejo com preocupação o crescimento econômico da China, porém, também não enxergo com bons olhos a política exterior dos EUA. É deveras difícil para alguém, tão pequeno como nós, posicionarmo-nos, porque o jogo está em um macrocosmo muito amplo e envolve muito mais do que sabemos ou imaginamos, tanto para um lado como para outro. No mais, é rezar e torcer para que daí o melhor advenha, contudo, a razão e a história nos diz algo contrário.

  9. cod disse:

    LEMBRA DA LEI DA GRAVIDADE? OS EUA VÃO CAIR,BEM FEITO.
    VÃO BRIGAR COM ALGUÉM DE PESO COM PODER DE VERDADE!
    A CHINA JÁ É UM REAL PERIGO AOS EUA,ELES OS ASIÁTICOS NÃO GOSTAM DOS AMERICANOS.
    SÓ QUE AGORA A BRIGA É DE BIG-DOG RSRSRSRS….
    A CHINA CAMINHA PARA SUPERAR EM TUDO OS EUA , MUITO CUIDADO ELA NÃO É O IRAQUE! VAI ENCARAR………………..

  10. Milton Guedes Guimaraes disse:

    Vera ao ler seu comentário, tenho uma idéia melhor como individuos como o Lula e a Dilma chegaram a presidente. Achar que o EUA defende a “democracia’ e uma ignorância política sem limite.
    Quer saber algo sobre o EUA, leia ENGANADOS de John Perkins – Editora Cultrix. Procure a VERDADE Vera….

  11. Milton Guedes Guimaraes disse:

    Dá pena ler alguns “comentários”, não sei por ignorância ou má fé. Uns achando que os EUA são defensores da “democracia”no mundo. Mas agora a “águia” está com asa quebrada. Vive uma grave crise econômico-financeira.Agora, sozinha não atacaria a Síria.A California, a vitrine está falida.O mundo assim,vai lentamente se livrando de um monstro.

  12. Helber disse:

    Parabéns, Milton Neves Guaimarães, os EUA sempre dão uma de bonzinho (s), mas na realidade querem o sangue das nações idiotas e imbecis, entre elas o Brasil. Tenho pena desses internautas acima que defendem os EUA, mostrando total ou quase descinhecimento desse país esganado por recursos naturais. Aconselho os leitores desinformados a começarem a ler os BONS livros de história e prestarem atenção que o combate ao terrorismo ou aos “eixos do mal ” sempre foi uma farsa; na realidade o maior mal está na cabeça do pentágono em querer o ouro somente para eles.
    Internautas e leitores, prestem atenção aos filmes norte-americanos: eles, os norte-americanos, sempre são os heróis; sempre estão lutando no “combate ao terrorismo”; todos os povos que contracenam com eles ( russos, alemães, árabes (nem se fala…) colombianos, brasileiros etc) são tidos como terroristas, contrabandistas, ladrões etc.
    Comecem a prestar atenção a esses detalhes.
    Parem de ficar somente ouvindo o que a rede bobo ( coelhinha dos EUA ) e outra fontes de informação neoliberalista ficam lançando na mídia.
    Parem de assistir um pouco a esses jornais neoliberais que jamais falam mal dos EUA e sempre dizem que os árabes são os rebeldes e EUA e Israel são os mocinhos a atentem a outros tipos de informações que falam a verdade ou, menos mentiras tal como a Caros Amigos etc.
    Acorda, povão!

  13. Helber disse:

    Temos que ser filtros das informações que chegam até nõs todos os dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *