O Sarau do Binho vive. Colabore!

Atingido por arbitrariedades da prefeitura paulistana, movimento fundamental para Cultura Periférica reage e lança campanha para arrecadação coletiva de recursos via internet

Por Joseh Silva

 “Era um bar que não queria ser um bar,

de jeito nenhum. E que já começava a semana

com poesia; um bar que não tinha cartazes

estendidos pelas paredes,

que tinha roda e ciranda e abraços…” 

Já é possível agir concretamente em defesa do Sarau do Binho, cuja sede foi fechada há semanas, por arbitrariedades da prefeitura de São Paulo. Está no ar, na plataforma Catarse, a campanha de e financiamento coletivo do sarau. A proposta da empreitada é reunir, por meio de doações dos apoiadores da cultura periférica, vinte mil reais. A soma é necessária para dar continuidade às ações realizadas pelo Movimento Sarau do Binho, hoje de forma itinerante e provisória. Elas incluem uma biblioteca comunitária e uma brechoteca no Jardim Rebouças (Campo Limpo, periferia da Zona Sul paulistana), onde também acontecem as exibições de vídeo no Cine Beira Rio.Os artistas do Sarau têm consciência da importância do evento, assim como seu idealizador. “O Sarau é um laboratório. Aqui as pessoas trazem suas criações e aprendem o gosto por ler e escrever. Do laboratório popular, mais do que textos, sai também a consciência cidadã fortalecida”, explica Binho.

É essa motivação que também impulsiona o objetivo do coletivo de reunir em um livro as poesias que fazem parte da história de mais de oito anos do Sarau do Binho.

Os interessados em apoiar a campanha têm mais 50 dias para fazer as doações. Para acordar o bando todo, o Sarau irá oferecer aos apoiadores algumas recompensas. Quem se dispuser a colocar a mão no bolso em defesa da cultura e de cidades mais humanas, poderá ser contemplado com seu nome no blog do Sarau, camiseta com poesia, livro, convite para conhecer de perto as ações do Movimento Sarau do Binho na periferia — um dia intenso de atividades e, à noite, a roda de poesias. Aos mais generosos, a campanha oferece até uma apresentação do Sarau na sua casa, escola ou festa.

Então não fique de fora desta campanha, seja você também uma andorinha que, junto com o bando, contribuirá com uma cidade mais inclusiva, que legitima os movimentos culturais e populares.

 

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "O Sarau do Binho vive. Colabore!"

  1. Vamos ajudar a manter vivo o Sarau do Binho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *