O sentido do Dia Global de Boas Ações

ComeTogether2

Num sinal de como se difunde a busca de alternativas, grupos articulam, em 70 países, atividades que rejeitam lógicas da acumulação egoísta e remetem à colaboração e solidariedade

Por Redação

Criado em 2007, o Dia das Boas Ações tornou-se um grande projeto de mobilização de pessoas que, mesmo sem vasta formação política, sentem-se desconfortáveis numa ordem social baseada na competição e egoísmo. Para se ter uma ideia, o evento multiplicou-se, no ano passado,em 61 países e contou com a presença de quase 1 milhão de participantes – incluindo o Papa Francisco, em Roma. Agora em 2016, cidadãs e cidadãos de 70 países já confirmaram participação.

No Brasil, diversas ações estão programadas para acontecer nos dias 8, 9 e 10 de abril em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

No dia 10, data mundial para o Dia das Boas Ações, haverá grandes celebrações em cada cidade: no Parque do Ibirapuera em São Paulo, no Arpoador e Parque Garota de Ipanema no Rio, e no Parque da Cidade, em Brasília. Para participar do movimento de prática do bem, basta se inscrever no site oficial.

dia-das-boas-ações-2

Independente da cidade, qualquer ONG, instituição ou pessoa podem inscrever uma ação no até o dia 25 de março e captar voluntários(as), ou então se inscrever como voluntários(as) nas ações já existentes. A ideia é unir pessoas em prol de causas variadas que podem ir desde de atos simples destinados a indivíduos – como distribuir flores e contar histórias a crianças – até projetos comunitários, como doar roupas e alimentos ou ajudar na reforma de uma escola na periferia. Também é possível abraçar causas ambientais como a adoção de uma praça ou mesmo fazer um mutirão de coleta de lixo.

Esta é a primeira vez que o Dia das Boas Ações tem uma capital na América do Sul. “O Brasil foi escolhido como foco, pois acreditamos em seu potencial. Apenas 11% da população doa seu tempo em causas voluntárias”, afirma Kaynan Rabino, CEO mundial do Dia das Boas Ações. É uma taxa baixa quando comparamos com outros países, como por exemplo os Estados Unidos, onde esse número chega a 44%, segundo um estudo de 2011 feito pela ONU. O Atados, plataforma online que conecta ONGs e pessoas através das oportunidades de voluntariado, é o responsável pelo evento no Brasil. A expectativa é engajar dezenas de milhares de pessoas no país.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Um comentario para "O sentido do Dia Global de Boas Ações"

  1. João Luiz Cougo disse:

    É um momento ruim, mas num lugar escuro até a luz de uma vela faz diferença. Aqui em Passo Fundo haverá ao menos uma luz. Darei esse brilho para que outros encontrem o caminho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *