Jornalismo Digital: assim as realidades tornam-se visíveis

Retrato da Violência Contra a Mulher no RSA partir de banco de dados, desenvolvedores e designer criam mapa da violência contra mulheres no Rio Grande do Sul

Por Bruna Bernacchio*

Três rapazes acabam de transformar um amontoado de cifras e planilhas num mapa de enorme utilidade para compreender e enfrentar a violência contra as mulheres. Integrantes do grupo Dataviz, os desenvolvedores Vitor Baptista e Thiago Bueno, e o designer Leonardo Tartari, produziram o Retrato da Violência contra a Mulher no Rio Grande do Sul. Claro, expressivo, fácil de compreender e consultar, ele revela, em cada região do estado, os índices de agressões de gênero, evolução das ocorrências nos últimos anos, idade média das vítimas e dos agressores, horário e local em que se dão os ataques. Uma realidade quase sempre escondida e banalizada escancara-se com alguns cliques de mouse.

“O projeto levou em torno de duas semanas para ser feito: na verdade duas semanas discutindo e 4 horas fazendo”, diz Leonardo. É mais um exemplo do chamado “jornalismo de dados”, ou “jornalismo hacker”, parte da cultura livre, aberta e alimentada por intensos processos colaborativos. O mapa tem sistema aberto (open-source), podendo, portanto,  ser apropriado e ampliado. “Existem planos para aumentar a abrangência para outros estados ou até mesmo para uma visualização de todo Brasil contando com colaboração de outros desenvolvedores”, declara Leonardo.

* A pauta que gerou este post foi compartilhada pela jornalista Daniela Osvald Ramos

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Um comentario para "Jornalismo Digital: assim as realidades tornam-se visíveis"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *