Em quadrinhos, a desconcertante lógica do rolezinho

140116-Rolezinho

Um jovem artista plástico capta e expõe, em tiras irreverentes, o que a maioria das análises sociológicas não conseguiu enxergar

Por Ricardo Coimbra

(para conhecer mais da obra do autor, clique aqui)

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

6 comentários para "Em quadrinhos, a desconcertante lógica do rolezinho"

  1. Engraçado, mas só isto. Cá está minha resposta: Rolê VS. Rolex, uma falsa oposição http://inter-ceptor.blogspot.com/2014/01/role-vs-rolex-uma-falsa-oposicao.html?spref=tw

  2. fabiborges disse:

    e no final um estereótipo machistinha, só pra invisibilizar que as minas vão no shopping, e que elas não tão só atras das novinhas. vai fazer crítica faz direito meu filho!!!

  3. cesar disse:

    Entendeu tudo…………………SÓ QUE ERRADO! Pessoal tá vendo pêlo em ovo.

  4. Carlos disse:

    O que é invisibilizar?

  5. Marcio Ramos disse:

    Pode crê… curti… a garotada ali do centro da periferia e da periferia central diz exatamente isso: é só pra curtir mesmo, conhecer umas minas uns carinhas e tal… Depois eles crescem, entram na facul, se especializam em competir e escolhem seus ismos seus istas e já era…
    Deixa a vida me levar vida leva eu…
    * o que eu curto no Outra e esta gente boa que aparece por aqui, portas abertas é tudo… vida boa ae!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *