Cultura cubana: rompendo o clichê

curso-felix (1)

Poeta cubano oferece, em Outras Palavras, curso de quatro aulas sobre os aspectos centrais de uma cultura ainda submetida a embargo

Por Redação

Vagas limitadas, 

4 DIAS (QUINTA-FEIRAS) DE CURSO: Com 523 anos de história, Cuba não foi apenas símbolo das esperanças numa América Latina transformada, durante o século XX — foi também fonte de inspirações culturais para todo o continente, influenciando desde salsa, jazz, rumba e grandes orquestras, até os maiores nomes da literatura e do cinema. Não à toa, conquistou simpatia de escritores, movimentos revolucionários e astros de Hollywood. Neste curso, o escritor, poeta e jornalista Felix Contreras deixará de lado os esteriótipos para traçar, por meio de filmes, músicas e documentários, a trajetória cultural da ilha e suas influências na América — algo que, infelizmente, é tão desconhecido no Brasil.

Para tanto, abarcará desde a formação cultural da Ilha, passando pelo descobrimento, colonização, república, o auge da revolução e a crise dos anos 1990, até os dias atuais, com suas vitórias e contradições.

PROFESSOR: Felix Contreras é autor de livros publicados em Cuba, Europa e América Latina (veja aqui alguns de seus poemas). Mais que testemunha ocular, Felix é um personagem da Revolução de 1959 e de seus desdobramentos. Tornou-se o que é em suas asas. Mais de uma vez, foi tragado por ela. Neste curso compartilhará um pouco de seu raro conhecimento e suas histórias sobre a Ilha.

CARGA HORÁRIA: 12h

DATA: 17.09 / 24.09 / 01.10 / 08.10

HORÁRIO E DIA DA SEMANA: Quinta-feira, das 19h às 22h

VAGAS: de 5 a 25

LOCAL: Conselheiro Ramalho, 945, Bixiga, São Paulo

PARCERIA: Inanna Educação

VALOR: 120,00 (inteira) / 60,00 (meia)

CRONOGRAMA

17/09 – 1º AULA – MÚSICA CUBANA PARA ALÉM DE BUENA VISTA SOCIAL CLUB

twilight-1_1344253648_crop_550x6391

FILME Nosotros, la música (1964)de Rogelio Paris: primeiro documentário abordando a trajetória das figuras mais influentes na cena musical cubana, como Bola de Neve, Celeste Mendoza e Carlos Embale, entre outros. O curso também abordará as grandes orquestras, como as de Felix Chapotin, assim como as principais danças folclóricas. Os estudantes poderão apreciar um filme de grande valor, tanto cinematográfico como testemunhal. Neste aula também vamos assistir ao quinteto cubano de música moderna, a primeira banda que misturou o jazz americano com rumba, bolero no Caribe, com os mestres Frank Emilio Flynn no piano, Papito Hernandes no contrabaixo e Guilherme Barreto na bateria. Além de apreciar o maior tocador de tambores, Tata Guines, o único do ramo a tocar com as unhas.

24/09 – 2º AULA – O IRREVERENTE CINEMA CUBANO

1493cf2d285741ab7d8733d6d30fb99e_jpg_210x312_crop_upscale_q90

FILME La muerte de un burócrata (1966)de Tomás Gutiérrez Alea: o único filme cubano nomeado ao Oscar. A película narra uma ácida crítica à burocracia da ilha, ao mesmo tempo que homenageia, com ironia, o comediante americano Buster Keaton, Laurel e Harvey. Influenciado pelo surrealismo espanhol de Luis Buñuel, o filme conta a história kafkiana de uma viúva que luta contra a burocracia estatal para obter a aposentadoria de seu marido falecido. É um dos maiores filme do cineasta cubano, que dirigiu também clássicos como Morango e Chocolate e Memórias do Subdesenvolvimento.

 

01/10 – 3º AULA – LITERATURA CUBANA ONTEM E HOJE

download (4)

​FILME La bella del Alhambra (1989), de Enrique Pineda Barnet: o filme se baseia no famoso romance Canções de Rachel, que narra a vida da vedete Rachel em Havana em 1920, quando trabalhava no maior teatro de Cuba, embrião de todo caldo cultural da ilha. A palestra percorrerá um roteiro pelas origens da literatura cubana desde José Marti, Cirilo VillaverdeAlejo Carpentier e Nicolás Guillén, até autores contemporâneos que se renovaram rapidamente após a crise dos anos 90, como Leonardo Padura, Pedro Juan GutiérrezMarilyn Boves e Nancy Morejón.

08/10 – 4º AULA – JANTAR CONVERSA – CUBA: MUDANÇA PARA QUÊ(M)?

IMG_0243

Bate papo sobre a mudança que acontecem hoje em Cuba regado com o melhor da culinária cubana e suas as raízes hispânica e africanas.

Menu: Arroz Congrí (carne de porco grelhada com verduras; bana da terra frita; e por supuesto o sagrado Mojito!)

 

 

 

VAGAS LIMITADAS, GARANTA JÁ A SUA!

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "Cultura cubana: rompendo o clichê"

  1. Victoria Santos disse:

    Que maravilhaaa!! Tem possibilidade de este curso ocorrer também no Rio??? Por favor, digam q sim!! =)

  2. victor disse:

    Podería ter esse seminario aqui no Rio de Janeiro!
    Sds.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *