Outro Olhar: a atualidade vista sob a ótica de Outras Palavras

Examine nosso novo projeto, em fase experimental: vídeos para relatar e interpretar os fatos os fatos destacados da conjuntura brasileira e internacional

Por Antonio Martins | Vídeo: Gabriela Leite

França: surge uma nova esquerda

A vitória do ultraliberal Macron não é o único fato novo nas eleições presidenciais. Emergiu a França Insubmissa, um movimento que dialoga tanto com a tradição comunista quanto com a cultura de autonomia.

“Reformas” Trabalhista e da Previdência: começa semana decisiva

Temer reuniu-se ontem com políticos suspeitos, em novo esforço para comprar o voto dos parlamentares. Mas resultado é incerto: muitos temem perder o mandato nas eleições de 2018

Palestina: a greve de fome invisível

Mais de 1500 presos políticos estão em jejum nos cárceres de Israel, mas a mídia não os enxerga. Contra o que protestam. Como apoiá-los – inclusive com boicotes aos produtos israelenses

Banco do Brasil ameaçado

Governo anuncia nova venda de ações do BB e fica a um passo de perder controle acionário. Ações de sabotagem do banco acumulam-se há mais de um ano

Velha mídia tenta censurar a Internet

Como o Google está se unindo ao New York Times e Washington Post para eliminar informação do ciberespaço, a pretexto de combater as “fake news”

STF pode bloquear Lava Jato?

Nos próximos dias, Supremo poderá vetar medidas como condução coercitiva, escuta telefônica e delações premiadas. Restauração das garantias democráticas? Acordão entre os partidos? As duas coisas?

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

2 comentários para "Outro Olhar: a atualidade vista sob a ótica de Outras Palavras"

  1. Arnaldo Azevedo Marques disse:

    ”No curso do século XVIII, graças à influencia das idéias formuladas por intelectuais como Voltaire , Turgot, Condorcet e Saint-Simon, a Europa Ocidental interpretou-se como a culminação de um processo linear de aperfeiçoamento da humanidade. O adjetivo moderno é registrado pelos lexicógrafos desde 1500, mas apenas como sinônimo de contemporâneo. Somente em 1748 o verbo modernizar começou a tornar-se corrente e a palavra moderno passou a ser usada para significar a superioridade do presente europeu sobe o passado. A autodefinição da Europa Ocidental no século XVIII como paradigma da humanidade tornou-se uma ideologia dominante” (Guerreiro Ramos. in Caderno do Curso de Pós-Graduação de Administração – UFSC).
    O socialismo dominante na America Latina não passa de um socialismo de fancaria. Esconde um caudilhismo endêmico herança da colonização predatória. Na Ibéria vigorava na ocasião um absolutismo patrimonialista, decadente e tardio.

  2. Arnaldo Azevedo Marques disse:

    As reformas de um governo ilegitimo e caótico. Esse é o PMDB. Se não fosse assim não seria o PMDB, o partido ônibus. O triste é o PT carregar o PMDB nas costas para ambos se lambuzarem no “puder” coma a fábula: “O escorpião e o sapo”.

Os comentários estão desabilitados.