🎙️ Comida-porcaria: tributar faz bem à Saúde?

Mal-nomeado e polêmico, “imposto do pecado” entra em pauta: incidiria em alimentos que aumentam risco de doenças crônicas como diabetes e hipertensão. Poderia desestimular o consumo, mas, mais importante, financiar o SUS

No Prato Cheio, podcast de O Joio e o Trigo

A criação de um imposto para desestimular o consumo de produtos que fazem mal à saúde e oneram o sistema público entrou no debate da reforma tributária. De maneira surpreendente, um dos defensores da proposta é o ministro da Economia, Paulo Guedes. Quais os prós e os contras de determinar uma tributação especial para álcool, tabaco e comida-porcaria? A medida desestimula o consumo? Pune os mais pobres? Deve ser acompanhada de outras políticas públicas?


Entrevistados

  • Tathiane Piscitelli, professora de direito tributário e finanças públicas da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, é doutora e mestre em direito pela Faculdade de Direito da USP
  • Flavio Rubinstein, professor da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, doutor e mestre em Direito Econômico, Financeiro e Tributário pela Faculdade de Direito da USP. Mestre pela Harvard Law School.

Para saber mais

Se você tiver alguma dúvida, comentário ou sugestão sobre o episódio, fala com a gente nas redes sociais ou no email [email protected]

Roteiro João Peres | Mediação João Peres | Edição Natália Silva | Design Denise Matsumoto | Mídias Sociais Amanda Flora
Trilha sonora Blue Dot Sessions

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também: