Contrapartidas

Outros Quinhentos chama para a última volta da Roda Viva

Peça do Teat(r)o Oficina, Zé Celso e Chico Buarque tem seu último mês em cartaz, em SP  — temporada foi prolongada por causa do sucesso de público. Há meia entrada para quem sustenta Outras Palavras, mas corra: a lista encerra às 15h de sexta-feira

Por Simone Paz | Foto de Jennifer Glass

Roda Viva, a peça que vem fazendo sucesso desde antes de sua estreia em dezembro de 2018 — originalmente, no teatro de arena projetado por Lina Bo Bardi no SESC Pompeia — tem toda uma história muito especial.

Escrita por Chico Buarque em 1967, a expectativa para sua volta aos palcos já era enorme, pois não era encenada fazia 50 anos, desde a época em que foi interrompida pela ditadura e pelo CCC (Comando de Caça aos Comunistas).

Além disso, a direção novamente seria a original: de Zé Celso, agora com 82 anos.

Desde que Roda Viva voltou ao Teatro Oficina, após sua estreia no SESC, não tem parado mais. Era para ter acabado no fim de semana passado (25 de agosto), mas por causa do grande público que tem lotado todas as apresentações e esgotado ingressos, a Roda Viva decidiu se estender mais um pouquinho.

Mas o motivo é mais sério ainda: o Teatro Oficina não conta com nenhum patrocínio atualmente. Toda sua equipe, entre elenco, produção, direção, músicos, audiovisual, cenotécnicos, maquiadores e figurinistas, são cerca de 70 pessoas, vivendo exclusivamente da bilheteria.

Foi necessário estender a temporada pela sobrevivência do próprio teatro. Mas há outra forma de colaborar com esse patrimônio artístico, cultural e arquitetônico, eleito o teatro mais bonito e intenso do mundo, pelo jornal inglês The Guardian (leia aqui).

Há um financiamento coletivo, de assinaturas recorrentes, para contribuir com a manutenção da estrutura e da companhia.

Acesse https://benfeitoria.com/teatroficina e faça sua parte para manter o Teatro Oficina vivo!

Já para assistir Roda Viva pagando meia-entrada neste fim de semana ou no próximo, basta ser colaborador de Outros Quinhentos e preencher este formulário (CLIQUE EM CIMA) até as 15h de sexta-feira 30 de agosto de 2019.


Para entender a peça, sua sinopse e força histórica, leia esta excelente matéria da Revista Cult: Gente feia, bonita, veado, sapata, hétero, negro, branco: Roda Viva 50 anos depois (clique aqui).

Evoé!

SERVIÇO

até 29 de setembro de 2019

sextas e sábados, às 20h | domingos, às 19h

Ingressos:

R$ 60 inteira

R$ 30 meia [Colaboradores de Outros Quinhentos, estudantes, aposentados, professores e artistas]

R$ 25 moradores do Bixiga — necessário comprovante de residência

R$5 [estudantes secundaristas de escola pública, imigrantes, refugiados, moradores de movimentos sociais de luta por moradia] – limitados a 10% da lotação diária

Local: TEATRO OFICINA UZYNA UZONA – Rua Jaceguai, 520 – Bixiga, São Paulo, SP

Duração: 3H30 — com intervalo de 15 minutos

Indicação etária: 14 anos

E para acompanhar o Teat(r)o Oficina nas redes, siga:

https://www.instagram.com/oficinauzynauzona/

https://www.instagram.com/bensilverofficial/

#aRodaVivaéOutrosQuinhentos #arodavivaéocu

Author


Avatar