AllAmérica LatinaCorporaçõesDrogasEstados UnidosIntervençõesOriente MédioPacificaçãoPolítica internacionalTerrorismo

Yan Boechat esteve em Mossul, onde acontece uma intensa guerra contra integrantes do Estado Islâmico.

Curso de Extensão | Oriente Médio e Política Internacional

Organizado por integrantes do Grupo de Estudos sobre Conflitos Internacionais da PUC-SP (GECI) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os Estados Unidos (INEU), o curso abordará marcos importantes para a compreensão dos aspectos políticos, econômicos e sociais do Oriente Médio. Assuntos contemporâneos relevantes, como a Guerra da Síria, a ascensão do Estado Islâmico, a questão Palestina/Israel, a disputa entre Turquia, Arábia Saudita e Irã pela hegemonia regional e os interesses de EUA e Rússia, serão abordados por uma perspectiva histórica e contemporânea. Assim, como serão analisados movimentos constitutivos da política regional, como o sistema de mandatos, após a 1ª Guerra Mundial, os conflitos no processo de descolonização, a formação dos Estados-nacionais e a ascensão de ideologias — como o sionismo, o nacionalismo árabe e o islã político. Desta forma, se buscará aprofundar o entendimento sobre as causas e consequências dos desdobramentos políticos fundamentais da região, construindo instrumental de análise para a compreensão da geopolítica do Oriente Médio e das Relações Internacionais com ênfase no papel dos EUA.

O curso pretende dar resposta à exigência de uma formação qualificada de novas competências profissionais e intelectuais, decorrente da importância crescente do Oriente Médio para a política internacional, em geral e das políticas externas dos EUA e Brasil, em particular. Alvo de importantes acontecimentos das relações internacionais nas últimas décadas, rica em petróleo e berço de importantes civilizações, culturas e ideologias, a região ainda necessita ser estudada em profundidades. O curso buscará, a partir de reflexões sobre as dimensões histórica e contemporânea do Oriente Médio, proporcionar uma sólida e elevada preparação aos novos tipos de quadros exigidos não só pela internacionalização das estratégias empresariais como também pelas novas funções internacionais do Estado (cooperação, presença em organismos internacionais especializados, etc.) e ainda pela progressiva profissionalização das organizações não governamentais. Clique aqui e saiba mais!

wagne ukr

O mercado da força em 2018: benefícios políticos, ganhos econômicos e violações de direitos

Empresas militares privadas russas e norte-americanas contratam soldados terceirizados para combater nos conflitos na Síria e no Iraque. A terceirização das

Read More...
ghouta_2

Urbicídio, outra forma de genocídio

  Em nome da “pacificação”, as cidades são devastadas. Milhares de vítimas civis reduzem-se a “danos colaterais”. Ocorre agora

Read More...
intervecao rj

Intervenção no Rio de Janeiro: como a violência urbana num mundo globalizado pode ser compreendida a partir das Relações Internacionais

Intervenções militares do poder estatal em situações de conflito urbano, como a observada na cidade do Rio de Janeiro

Read More...
Tillerson_1

O périplo de Tillerson e a tática policial

*Pelas suas próprias limitações e exigências, a política externa é um dos campos menos voláteis às mudanças das sociedades

Read More...
mw-860

Entre discursos loucos e nobres, para onde devemos olhar para entender as chaves das políticas migratórias dos EUA

A principal marca do governo Trump tem sido os seus apaixonados discursos grosseiros. Sem ‘papas na língua’, o atual

Read More...
lula palestina

De Gaza a Porto Alegre, a lei como arma de guerra

O que é o “lawfare”, nova forma de conflito. Como os poderosos o utilizam — de Israel ao Brasil

Read More...
Military industry. Special forces or anti-terrorist police soldier,  private military contractor armed with weapon during clean-up operation, mission

Inscrições abertas para curso sobre conflitos internacionais na PUC-SP

Segunda edição do curso trará foco tanto para os conflitos internacionais como para a violência vista na sociedade brasileira

Read More...
trump-israel

Trump não é louco: entenda a razão por trás da decisão de reconhecer Jerusalém como capital de Israel

Decisão de Trump legaliza décadas de colonização judaica de Jerusalém Oriental e altera a forma pela qual israelenses e americanos

Read More...

Drogas, capitalismo e política (4): não serás reprimido

Indústria farmacêutica, que lucra muito com epidemia mortal de opioides nos EUA, tem um parceiro de luxo. O Estado,

Read More...
mulher dirigindo 3

Na Arábia Saudita, “modernização” lenta e duvidosa

Há alguns meses, mulheres conquistam direito de dirigir — desde que um homem entregue as chaves. Apartheid feminino persiste

Read More...

Mobile Sliding Menu