“Cracolândia”: há seres humanos aqui

A socióloga Marina Mattar expõe os resultados surpreendentes de sua pesquisa no bairro paulistano. Ao lado da degradação, solidariedade e afetos. O Estado pode promover acolhimento ou barbárie. João Doria fez sua escolha.
Entrevista a Antonio Martins

 

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos