Caminhos da Revolução Brasileira

Obra reúne 19 artigos clássicos sobre o assunto, com organização de Luiz Pericás e edição da Boitempo. Entre os autores, Caio Prado Jr. e Ana Montenegro. Há um exemplar em sorteio e desconto de 20% para quem é Outros Quinhentos

Por Simone Paz

A editora e parceira Boitempo lançou no ano passado o livro Caminhos da Revolução Brasileira, uma proposta de Luiz Pericás, que também é colaborador de Outras Palavras.

Com dezenove artigos escritos por grandes intelectuais e militantes, entre eles Carlos Marighella, hoje o livro ganhou destaque em nosso site, com um texto de Deni Rubbo, que analisa a obra: A Revolução Brasileira, vista por quem seguiu sua chama.

“Em artigo de 1947, por exemplo, Caio Prado Júnior diz ser necessário ao Brasil ‘refazer-se sob novas bases, deixar de ser um simples fornecedor do comércio e dos mercadores internacionais e tornar-se efetivamente o que deve ser uma economia nacional: um sistema organizado de produção e distribuição dos recursos do país para a satisfação das necessidades de sua população’. Ana Montenegro, por sua vez, escreve em 1960 sobre a desigualdade da condição das mulheres em relação aos homens: ‘Ao sair para a fábrica, para o escritório, para a escola, para a jornada diária de trabalho fora do lar, a mulher não se livra da jornada diária do pesado trabalho doméstico. […] As trabalhadoras […] só recebem 65% dos salários pagos aos homens’. No atual momento de avanço do neoliberalismo e do conservadorismo, os escritos servem de base para reflexão e de estímulo para debater as mudanças estruturais necessárias ao país na academia, nos movimentos sociais e nos partidos políticos.”

Por meio de nossa parceria com a Boitempo Editorial, estamos sorteando um exemplar grátis e dando um cupom de desconto de 20% para compras no site da editora — a todos os que participarem. O único requisito é ser assinante de nosso financiamento coletivo, o Outros Quinhentos.

Concorra preenchendo este formulário até terça-feira 9 de junho.


Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *