Ocupe o Mundo: Mapear para ocupar os espaços

Projeto depende iniciado durante festival Preliminares, em São Paulo, pretende mapear os imóveis abandonados da cidade

Por Diná Matias, no Overmundo

Projeto independente iniciado durante festival Preliminares, em São Paulo, pretende identificar os imóveis abandonados da cidade

Por Diná Matias, no Overmundo

Em seu segundo dia de programação, o Preliminares ocupou o Parque da Luz, espaço que sediou diversos debates, tendo como eixos norteadores Mapeamento, Meio Ambiente e Ocupação dos Espaços Públicos.

Um dos grupos de debate que se reuniu durante a tarde foi o denominado “Ocupe o Mundo”, que pautou a necessidade de se ter um mapeamento de imóveis abandonados em toda a cidade de São Paulo, o que até então não existe de fato. O objetivo final é que esses dados possam ser utilizados como ferramenta para se chegar à ocupação destes espaços, com moradias alternativas ou outras ações de iniciativa da pópria sociedade civil.

Propondo a construção de uma plataforma aberta e de acessibilidade a todos, surgiu a proposta de se criar um site, um veículo que contenha o mapa completo da cidade e pontue estes imóveis, apresentando informações detalhadas sobre todos os pontos.

Em seguida, o segundo passo foi formular uma metodologia para a realização do projeto, que seria composta pelas fases de Amadurecimento das idéias, Mapeamento e Sistematização dos dados. Entre as formas de captação de recursos foram citados editais públicos, universidades, empresas privadas, mas o financiamento coletivo saiu à frente como alternativa mais viável.

O Crowdfunding, site de financiamento coletivo que tem funcionado para turnês, videoclipes, filmes, dentre outros projetos do cenário independente foi apontado como uma alternativa para viabilizar o projeto, o que envolve, consequentemente, uma campanha forte de mídia, dentre outros encaminhametnos que o próprio grupo propôs.

Ao fim do debate, o “Ocupe o Mundo” que era apenas uma idéia, tornou-se um grupo coeso, que pretende se comunicar diariamente via internet e encontros presenciais para debater esta e diversas outras questões sobre a cidade de São Paulo.

Saiba mais sobre o Preliminares: www.preliminares2013.org

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *