Histórias da Previdência golpeada: João, pedreiro

Constrói prédios desde a adolescência. Com muito esforço, somou 31 anos de contribuição em carteira. Com a “Reforma” que Bolsonaro propôs (e a mídia apoia), João perderia quase 400 reais de aposentadoria

David Deccache, editor do Economia à Esquerda

NESTA SÉRIE:
Histórias da Previdência golpeada: Maria, doméstica

Um dos pontos mais cruéis da reforma é a nova fórmula do cálculo do benefício: a fórmula não mais excluirá as 20% menores contribuições do cálculo (como é hoje) e terá como regra uma base de apenas 60% do benefício para 20 anos de contribuição mais 2% por ano excedente (a integralidade é só com 40 anos de contribuição).

Isto tudo se torna invisível no debate porque é um cálculo, além de muito particular, um pouco complexo. E os defensores da reforma parecem não ter muito interesse em apresentar essas contas.

Pensando nisso, elaborei uma pequena simulação, no qual João, trabalhador da construção civil que hoje se aposentaria com R$1.415,00 cairia para apenas R$ R$ 1.018,00 se a reforma já estivesse valendo em sua plenitude:

João começou a trabalhar aos 15 anos de idade como ajudante de pedreiro. Em alguns momentos da vida, conseguiu trabalhar com carteira assinada e hoje, com 65 anos, após meio século de trabalho, conseguiu somar 31 anos de contribuição. Além disso, nos primeiros anos contribuiu em cima de um salário mínimo e no restante com base em 2 salários mínimos. Se João se aposentasse hoje, receberia como benefício R$ 1.415,00.

Contudo, caso fosse aplicada a totalidade das regras da reforma da presidência do Bolsonaro, João se aposentaria com os mesmos 65 anos, porém com apenas R$ 1.020,08. João perdeu R$ 394,96 , praticamente o valor do BPC que Bolsonaro quer pagar para os idosos miseráveis.

Cálculo pela regra atual

Cálculo pela regra da PEC 06/2019

Os 31 anos de contribuição garantem 82% da média dos benefícios. (60% dos 20 primeiros anos + 2% x 11 anos). A média de contribuição foi de R$ 1244,40. Contudo, João terá direito a 82% deste valor: 0,82 x 1244,40 = 1.020,08.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também: