Baixo Centro-2013 revela: direito às cidades é tema cada vez mais central

130405-BaixoCentro7

No primeiro festival, em 2012, participantes transformam “Minhocão” em cenário de festa, depois de debater cidade por dez dias

Coletivos autônomos ocupam ruas centrais de SP a partir de hoje, em festival de ativismo que reúne mais de 500 atividades

Por Gabriela Leite 

Começou hoje, dia 5, o Festival BaixoCentro, que ocupa ruas centrais de São Paulo. Ocorre nos bairros de Santa Cecília, Vila Buarque, Campos Elísios, Barra Funda e Luz. Propõe debates, música, arte, dança, oficinas, teatro e festas. Vai até o dia 14, um domingo. As atividades acontecem na rua, nas praças e em centros culturais da região, além do campus da Universidade Estadual Paulista (Unesp) na Barra Funda.

A programação completa está saindo aos poucos, mas já é possível orientar-se num mapa, acessível no site do festival, ou em sua página no facebook. Há possibilidade de alterações de horários e locais.

Essa sexta-feira, que já começou com a construção de uma árvore feita de sacos plásticos na Praça Marechal Deodoro, segue à tarde com programação no Ônibus Hacker. Estacionado no Largo do Arouche, ele abrigará atividades como uma Feira de Compartilhamento. Nela, participantes poderão distribuir e receber arquivos de música, vídeo e texto. Além disso a Rádio Hackerensina a montar e programar uma estação de rádio.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *