A aristocracia financeira teme os hackers

Bunker de “defesa” da Mastercar, com relógio indicando número de ataques num dia

Sistema dos bancos globais é vulnerável. Perdas anunais equivalem ao PIB da Suécia

Uma longa reportagem no New York Times revela hoje o temor crescente do mundo financeiro global — bancos e outras instituições de crédito — diante da possível invasão de seus gigantescos sistemas de dados e comunicação. Eles são bastante vulneráveis, ao contrário do que se pensa. Só no ano passado, as invasões teriam custado 445 bilhões de dólares — pouco menos que o PIB da Suécia. Como são imensos, os bancos suportaram as perdas. Mas temem um ataque devastador, que comprometa sua capacidade de operar. Por isso, montam centros de “defesa” que, segundo a reportagem, assemelham-se cada vez mais a bunkers militares.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também: