Paulo Prado

Paulo Prado (São Paulo, 20 de maio de 1869 - Rio de Janeiro, 3 de outubro de 1943) é uma figura decisiva na construção do projeto modernista no Brasil e na Semana de Arte Moderna de 1922. Descendente de uma das mais influentes famílias paulistas, o seu perfil anticonformista o leva a se tornar um grande incentivador da cultura.
Escreveu Retrato do Brasil - Ensaio sobre a tristeza brasileira, livro que causou grande polêmica, entre os intelectuais, quando foi lançado. A obra remava contra a maré e denunciava a estagnação em que vivia mergulhado o país. Fustigando os ufanistas, anunciava o fim violento da Primeira República. Escrito numa prosa sóbria, Retrato do Brasil expõe cruamente as nossas mazelas e nos faz refletir sobre os problemas da nossa formação, constituindo-se uma das referências centrais sobre a cultura do Brasil.

1 artigo encontrado

mostrando resultados dos canais:
OutraSaúde
Conheça
O joio
e o trigo
Conheça
OutrosQuinhentos
Programa de financiamento autônomo e em rede de OutrasPalavras
Saiba Tudo
Temos novos projetos. Em meio à crise civilizatória e à ameaça da extrema direita, sustentamos que o pós capitalismo é possível. Queremos fazê-lo muito mais intensamente. Veja como participar e apoiar