Ler Primeiro: Dauphine

Três poemas escritos depois de ler “La Autopista del Sur”, de Júlio Cortázar

93

Por Juliana Amato | Imagem Pieter BruegelPaisagem com queda de Ícaro

I

eu vou encontrar você

dia a dia

+ OUTRAS PALAVRAS é financiado pelas pessoas que o leem. Faça parte >>>

parada na mesma ponte

no mesmo quarto

na mesma casa

na mesma estrada

(vento nos cabelos)

segurando uma carcaça

II

entre meus dedos

você, a estrada

e o vento

a sua mão

(toca a minha, rapidamente

e se afasta)

a sua mão

um mapa ao contrário

uma história ao contrário

uma perda, uma pedra

III

o perfil cansado a curva

dos seus lábios:

não ao movimento

ou uma borboleta

muito branca

muito breve

eu vou procurar você

todas as horas

mesmo que o veneno

mesmo que linhas a lápis

num caderno

 

92

Muitos escrevem prosa poética; poucos, no entanto como Juliana Amato (na foto), se destacam como poetas capazes de contar uma história. Às vezes, histórias internas, sentimentais, com um humor sutil e um misticismo apenas induzido.

Ela nos lembra Crítica e Clínica, de Gilles Deleuze. “A escrita é inseparável do devir: ao escrever, estamos num devir-mulher, num devir-animal ou vegetal, num devir-molécula, até num devir-imperceptível”.

Dauphine, texto desta edição do Ler Primeiro é inspirado em La Autopista del Sur, de Julio Cortázar.

_

Juliana Amato, SP, 1987. Escreve. Em 2011, lançou Brevida, na Balada Literária, pela EDITH. Tem textos publicados em diversas coletâneas, como a Ávida Espingarda (2010), Modo de Usar (SP/RJ), Almanaque Lobisomem (SP), Minotauro (RJ), É Assim que o mundo acaba (RJ) e Granja (SP). Mantém um Microclima há alguns anos e se juntou com um lindo povo da imagem no coletivo cuco, que produziu o Diário Aleatório, com Thany Sanches, e o Jo quem pô para adultos, com Nelson Provazi.

Vale a pena ler primeiro é seção de Outras Palavras dedicada à literatura. Foi criada e é editada por Fabiano Alcântara. Jornalista especializado em cultura, repórter de Música do portal Virgula, e colaborador de diversas publicações – como Valor Econômico e os sites das revistas TRIP e TPM –, Fabiano é também músico, baixista das bandas Mercado de Peixe e Lavoura e curador de festivais.Para ler edições anteriores da coluna, clique aqui.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *