Alimentos, Cachaças, Contrapartidas, Cultura, Música

Outros Quinhentos propõe: Ignácio de Loyola Brandão na Tupi or not Tupi

Espetáculo leva escritor ao palco para contar — junto com a filha, a cantora Rita Gullo — histórias marcantes da sua vida. Contribuintes de Outras Palavras concorrem a pares de ingressos 

Por Tupi or not Tupi

O espetáculo traz momentos remetidos a canções interpretadas pela cantora Rita Gullo, filha do autor. No repertório estão músicas como Amado Mio (Doris Fisher/ Allan Roberts) da trilha sonora do filme “Gilda”, que era proibido para crianças e que estimulou a criatividade do menino Ignácio, então com 12 anos de idade e que se fez presente muito anos mais tarde para ajudar o jovem jornalista a não voltar para a terra natal fracassado. Temas marcantes como Valsinha (Chico Buarque e Vinicius de Moraes), Que reste-t-il de nos amours? (Charles Trenet) e muitos outros ganham novo contexto ao vivo e permeados por lembranças.

Um espetáculo de delicadeza emocionante que mistura música e literatura. Uma viagem pelas memórias de um escritor com muita história para contar.

Sobre Ignácio de Loyola Brandão

Ignácio de Loyola Brandão, 77 anos, nasceu em Araraquara, SP. Foi jornalista na cidade natal e continuou na carreira ao mudar-se para São Paulo, aos 21 anos. Trabalhou no jornal Última Hora, nas revistas Claudia, Realidade, Setenta, Planeta, Ciência e Vida, Lui e Vogue. Publicou até o momento 37 livros.

Sua bibliografia contém romances, contos, crônicas viagens, infantis e uma peça teatral, A Última viagem de Borges. Entre suas obras mais conhecidas estão Zero, Não verás país nenhum, Cadeias Proibidas, O beijo não vem da boca, Dentes ao Sol, O verde violentou o muro, Manifesto Verde. Entre os infantis estão O Menino que não teve medo do medo, O menino que vendia palavras O menino que perguntava

Em 2008 ganhou o prêmio Jabuti, com O menino que vendia palavras, considerado a melhor ficção do ano. Em 2011 lançou A Morena da Estação, crônicas sobre trens, ferrovias, estações.

Sobre Rita Gullo

Rita Gullo é cantora, atriz e historiadora. Formada em História pela PUC-SP e em artes cênicas pelo Teatro Escola Célia Helena. Estudou canto com Leilah Farah, Ná Ozzetti e Regina Machado. Tem dois discos lançados. O primeiro, que leva seu nome, teve a participação de Chico Buarque e show com direção cênica de Naum Alves de Souza e direção musical de Swami Jr. O segundo vai encartado no livro “Solidão no fundo da agulha”, do escritor Ignácio de Loyola Brandão, que virou espetáculo e segue em turnê há mais de 5 anos.

Como atriz participou de peças com a Cia. Elevador de Teatro Panorâmico, com direção de Marcelo Lazzaratto, como A hora em que não sabíamos nada uns dos outros, de Peter Handke e Diásporas, de Cassio Pires. Em 2018 foi idealizadora, junto com Maria Laura Nogueira da peça Eu Sou Essa Outra, de Carla Kinzo com direção de Vera Egito e elenco integrado por Maria Laura Nogueira, Nana Yazbek e Rita Gullo.

Tem três livros publicados pela Ed. Moderna na coleção Ritmos do Brasil, escritos em parceria com Carla Gullo e Camilo Vannuchi, sobre música brasileira para crianças: Samba e Bossa Nova; Choro e Música Caipira (selecionado para o acervo básico fnlij – fundação nacional do livro infantil e juvenil); Jovem Guarda e Tropicália (finalista do 59º prêmio jabuti 2017).  Site: http://www.ritagullo.com

Sobre Edson Alves

O violonista Edson José Alves tem atuado junto aos mais importantes estúdios como arranjador, compositor e instrumentista. Fez arranjos para trilhas e “jingles”, bem como faz arranjos e orquestrações para diversos artistas e conjuntos.

Gravou três discos instrumentais com arranjos de clássicos da MPB e composições próprias: Meu Violão Brasileiro, Preamar e Rádio, este último lançado também na Europa. Integra a Banda Mantiqueira, agrupamento para o qual também produz muitos arranjos e é regente da Orquestra Brasileira do Auditório Ibirapuera. Tem também participado do trabalho e de shows junto a artistas nacionais e internacionais, tais como Antonio Nóbrega, Rolando  Boldrin, Heraldo do Monte,  Carmem Costa, Ana  Salvagni,  Passoca e Rita Gullo, entre outros.


Quando: Quinta-feira, 12/7, às 21h
Quanto: R$ 60,00
Local: Tupi or Not Tupi, rua Fidalga 360.


*Contribuintes de Outros Quinhentos concorrem a dois pares de ingressos preenchendo o formulário abaixo até quinta-feira, 12/07, às 12h.

Author


Avatar