As periferias organizam-se, diante da inação do governo

Movimentos sociais e associações de moradores de bairros periféricos e favelas criam brigadas de saúde para atender população abandonada. Além de orientação ao combate do coronavírus, realizam distribuição gratuita de água, sabão, álcool em gel e água sanitária